Marília, sob pressão, em Caxias do Sul

Um novo tropeço na Série B do Campeonato Brasileiro pode significar muitas mudanças no Marília. Considerado um dos favoritos antes do início da competição, no campo, o time ainda não mostrou resultados. Nesta terça-feira, às 20h30, encara o Caxias-RS, pela sexta rodada, no Rio Grande do Sul. Se não conseguir a vitória, é provável que o técnico Flávio Lopes seja demitido. Para a difícil missão, o técnico ainda terá dois importantes desfalques. O lateral Bruno e o meia Éder receberam o terceiro cartão amarelo e estão suspensos. Flávio Lopes ainda não divulgou oficialmente quem entra, mas terá os retornos do zagueiro Ednélton e do volante Juninho, que cumpriram suspensão no empate sem gols com o CRB-AL. O lateral direito Jorginho, ex-América-SP, fará sua estréia. Com apenas cinco pontos e na 17ª colocação, o Marília permanece na área de risco de rebaixamento, por isso a necessidade da vitória é fundamental para a arrancada que o time espera que aconteça. ?O time tem corrido muito, mas não tem conseguido fazer os gols. Sem gols, fica difícil conseguir as vitórias. Só podemos esperar um bom resultado em Caxias, para começarmos a sair desta situação", explicou o treinador. Na única vitória que obteve nesta Série B, o Marília aplicou a maior goleada até o momento: fez 7 a 1 no Sport.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.