Marin admite que Ricardo Teixeira colabora com a CBF

Em entrevista a um programa de televisão da Alemanha, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, confirmou que o ex-mandatário, Ricardo Teixeira, ainda é uma pessoa influente dentro da entidade. "Ele colabora com a CBF", declarou Marin.

JAMIL CHADE, Agência Estado

16 de outubro de 2013 | 10h21

No final de agosto, Teixeira teria aproveitado sua passagem recente pelo Brasil para se reunir com organizadores e diretores do Comitê Organizador Local (COL). Desde que renunciou da presidência da CBF, o ex-dirigente estaria vivendo em um exílio dourado em Miami, nos Estados Unidos.

O vice-presidente da Confederação, Marco Polo Del Nero, também foi entrevistado pelo programa e disse que "as pessoas mudaram (na CBF), mas o projeto é o mesmo", o que confirma que os contratos deixados por Teixeira são os mesmos, assim como as condições de trabalho e as regras. A entidade nunca negou que Teixeira continua na ficha de salários da CBF, por seus trabalhos como "consultor".

Em meio a seus imbróglios com a CBF, Ricardo Teixeira também possui pendências na Suíça. A justiça local constatou que Teixeira "fraudou" a Fifa em milhões de dólares. O cartola ainda pediu residência em Andorra, país que não conta com um tratado de extradição com o Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.