Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Marin afirma: 'enquanto eu ficar na CBF, Felipão fica'

Atual chefão do futebol brasileiro garante Scolari e minimiza eventual derrota para a Espanha

JAMIL CHADE - ENVIADO ESPECIAL, O Estado de S. Paulo

28 de junho de 2013 | 11h04

RIO - O presidente da CBF, José Maria Marin, garantiu que nem memso uma eventual derrota diante da Espanha na final da Copa das Confederações no fim de semana tiraria Luiz Felipe Scolari do cargo de técnico da seleção brasileira.

"Enquanto eu ficar na CBF, Felipão fica", afirmou Marin. O cartola está no Rio de Janeiro para reuniões com a Fifa e na tarde desta sexta-feira concede uma entrevista coletiva.

Marin evitou chamar a final da Copa das Confederações de o principal teste até hoje vivido pela seleção sob o comando de Scolari. "É um teste importante, mas é mais um teste apenas", declarou o cartola. Marin surprendeu a muitos quando tirou da seleção o técnico Mano Menezes depois de dois anos de preparação da seleção visando a formação de uma equipe para 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.