J.F. Diório/Estadão
J.F. Diório/Estadão

Marin será homenageado e ganha nome de nova sede da CBF

Dirigente, que deixa a entidade em 2015, se emocionou com o fato

O Estado de S. Paulo

18 de abril de 2014 | 14h52

RIO - O presidente José Maria Marin ainda nem deixou a CBF, mas já começou a ser homenageado. Por aclamação, foi decidido que a sede da entidade, a ser inaugurada em 4 de julho, terá o nome do dirigente, no cargo desde 2012 e em seu último ano de mandato. O fato deixou Marin bastante emocionado e agradecido.

"Fico extremamente orgulhoso, como ficarão também a minha mulher, meu filho e meu neto, Joaquim. Considero também uma homenagem do futebol, pois foi graças ao futebol que me formei em Direito e conquistei tudo na vida. Esse gesto representa a coroação de tudo o que fiz pelo esporte e assume maior grandeza ainda por ter sido feita em vida, o que me deixa verdadeiramente honrado", comentou o dirigente, que teve seu nome indicado para a homenagem por Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense de Futebol.

O catarinense justificou sua atitude dizendo que o presidente da CBF foi fundamental para a construção da nova "casa" da seleção brasileira. "A sede da CBF é uma obra que foi feita pelo presidente Marin, graças à competência dele como administrador, e por isso nada é mais justo que receba essa homenagem. Vamos sair de um espaço alugado para a nossa casa própria."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.