Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Marinho discute com torcedor e diz que não recebe do Santos há quatro meses

Atacante foi chamado de "símbolo da ganância" nas redes sociais e respondeu que "se fosse por dinheiro já teria saído do clube"

Redação, Estadão Conteúdo

19 de maio de 2020 | 17h14

A decisão da diretoria do Santos de cortar 70% dos salários de todos os funcionários que recebem mais de R$ 6 mil, incluindo nisso jogadores do elenco principal, tomada na semana passada ainda repercute no ambiente do clube. Nesta terça-feira, o atacante Marinho não aguentou as reclamações de um torcedor em suas redes sociais e respondeu dizendo que não recebe há quatro meses.

Na publicação, o torcedor chama Marinho de "símbolo da ganância". De pronto, o atacante respondeu: "Não preciso provar pra ninguém meu caráter, todos que me conhecem sabe, então fique em paz amigo! Se fosse por dinheiro já teria saído do clube, 4 meses que não recebo, estou por respeito e por gostar do clube", afirmou.

Marinho recebeu diversas reclamações de torcedores na mesma publicação por causa da sua insatisfação pelo corte de 70% nos salários dos jogadores. O atacante aproveitou o espaço para respondê-los e citou, inúmeras vezes, o atraso no recebimento.

Os salários dos jogadores foram cortados sem um acordo entre elenco e diretoria santista. A proposta dos atletas era para reduzir 30%, mas o clube avaliou que seria necessário aumentar o corte para 70% para garantir o pagamento nos próximos três meses e não causar demissões de funcionários.

Tudo o que sabemos sobre:
Santos Futebol ClubefutebolMarinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.