Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Marinho se destaca em estreia e Flamengo bate Boavista no 1° jogo de Paulo Sousa

Reforço chegou há menos de uma semana e já fez sua estreia nesta quarta-feira; Pedro e Gabigol também marcaram

Fábio Hecico, Estadão Conteúdo

02 de fevereiro de 2022 | 21h27

Marinho precisou de somente 45 minutos com a camisa do Flamengo para cair nas graças do torcedor. O reforço chegou há menos de uma semana e já fez sua estreia nesta quarta-feira, se destacando na vitória sobre o Boavista, por 3 a 0, pelo Campeonato Carioca. O camisa 31 mostrou luta, finalizou bastante e ainda anotou o primeiro gol da partida no Raulino Oliveira, no 1° jogo oficial do técnico português Paulo Sousa. Vitinho, com três assistências, foi outro destaque.

Depois de evitar o contato com a torcida no desembarque no Rio, sexta-feira, Marinho acabou xingado e pediu desculpas. Para selar a paz e evitar ruídos com os flamenguistas, ele sabia que precisava de uma boa estreia. Justamente o que fez enquanto esteve em campo, no primeiro tempo.

Marinho mostrou logo o seu cartão de visitas. Sofreu falta no primeiro minuto e já exigiu boa defesa do goleiro em cobrança forte do bico da área. Teria outra chance parecida dois minutos depois, mas desta vez parou na marcação. O camisa 31 queria ganhar a torcida flamenguista rapidamente e parece ter conseguido após roubar duas bolas seguidas. Seus lances começaram a ser comemorados no Raulino de Oliveira com maior vibração. Reconhecimento à garra do reforço.

Em começo arrasador do Flamengo, Pedro ainda perdeu lance incrível na cara do goleiro ao bater para o alto. Com menos de 10 minutos o atual campeão chegava a todo momento, mesmo com formação reserva. O gol era questão de tempo e saiu pouco depois da parada técnica para a hidratação. Vitinho roubou a bola de Wellington Silva e rolou para o meio da área. Marinho mandou para as redes e saiu dando cambalhotas. O técnico Paulo Sousa festejou o lance e o gol.

Na beira do campo, o treinador português mostrava que será bastante intenso nas partidas. A todo momento ele "jogava" junto com seus comandados. Gesticulava, orientava, cobrava e reconhecia as coisas boas com palmas.

Em uma etapa de domínio total, o Flamengo quase foi para o vestiário castigado. O Boavista teve chance de empatar no último minuto. Bull bateu bem a falta, por baixo da barreira, mas Hugo Souza, atento, espalmou.

Marinho ainda finalizou outra bola para fora e saiu aplaudindo, sendo o destaque do primeiro tempo. Finalizou bastante e foi caçado em campo. Saiu satisfeito e elogiando a nova casa. "É um grupo muito qualificado, estou chegando para procurar meu espaço, trabalhando tranquilo. Mas é bom dar dor de cabeça ao professor. Esse gol vai para meu pai e também para minha mãe para ela não ficar com ciúmes."

Ainda carente de ritmo, Marinho não voltou para o segundo tempo. Gabriel Barbosa entrou para formar dupla com Pedro, algo que os ex-treinadores Rogério Ceni e Renato Gaúcho achavam impossível pelas características semelhantes.

Éverton Ribeiro também entrou após o descanso, com Paulo Sousa lançando os titulares para ganharem ritmo antes do clássico com o Fluminense, no domingo. Assim que Pedro ampliou após nova assistência de Vitinho, o português ainda lançou David Luiz e Willian Arão.

Gabriel teve enorme chance de ampliar após lançamento de Arão. Saiu de frente para Fernando e não soube o que fazer, perdendo a bola para o goleiro. Ainda desperdiçou outra boa oportunidade na pequena área antes de, enfim, fazer seu primeiro gol no ano, apenas escorando o cruzamento de Vitinho e fechando o placar.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 0 BOAVISTA

FLAMENGO - Hugo Souza; Gustavo Henrique (David Luiz), Gabriel Noga e Cleiton; Matheuzinho, João Gomes (William Arão), Thiago Maia, Vitinho e Renê (Éverton Ribeiro); Marinho (Gabriel Barbosa) e Pedro (Rodinei). Técnico: Paulo Sousa.

BOAVISTA - Fernando; Wellington Silva, Kadu Fernandes, Diogo Rangel e Bull (Miguel); Ralph, Marquinho (Ryan Guilherme) e Biel (Berê); Di María (Caíque), Marquinhos (Wandinho) e Matheus Alessandro. Técnico: Leandrão.

GOLS - Marinho, aos 21 minutos do primeiro tempo; Pedro, aos 15, e Gabriel Barbosa, aos 37 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Gustavo Henrique, Gabriel Barbosa e Cleiton (Flamengo) e Kadu, Bull, Matheus Alessandro e Ralph (Boavista).

ÁRBITRO - Maurício Machado Coelho Júnior.

RENDA - R$ 275.763,00

PÚBLICO - 8.478 pagantes.

LOCAL - Raulino de Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.