Tasso Marcelo/AE - 30/7/2011
Tasso Marcelo/AE - 30/7/2011

Mário Fernandes nega arrependimento por 'não' à seleção brasileira

Mas jogador se disse chateado com a forma com que passou a ser tratado pela torcida

AE, Agência Estado

09 de janeiro de 2012 | 14h55

BENTO GONÇALVES - O gremista Mário Fernandes quebrou o silêncio nesta segunda-feira e aceitou dar a sua primeira entrevista coletiva desde que, em setembro do ano passado, rejeitou a convocação para defender a seleção brasileira em um amistoso contra a Argentina. O jogador, porém, alegou um pedido da direção gremista para se negar a falar sobre o episódio.

"Conversei com o (Paulo) Pelaipe (diretor executivo do Grêmio) e com a assessoria de imprensa e me orientaram a não falar", explicou Mário Fernandes, que pediu que os jornalistas entendessem o seu "lado".

Depois, porém, ele acabou aceitando falar um pouco sobre o tema e revelou ter ficado chateado com a forma com que ele passou a ser tratado depois de recusar a seleção. "Tinha um monte de câmeras viradas para o meu apartamento. Parecia que eu era um ladrão e tinha matado alguém e não foi isso que aconteceu", lembrou o jogador.

Perguntado se ele se arrependia da decisão, Mário Fernandes respondeu um simples "não".

O lateral de 21 anos, porém, revelou ter como foco disputar os Jogos Olímpicos de Londres com a seleção brasileira. Para tanto, vai precisar ter a confiança do técnico Mano Menezes. "Se for necessário, converso pessoalmente com o professor Mano Menezes", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioMário Fernandes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.