Mário Gobbi deixa diretoria do Corinthians após 3 anos

Mário Gobbi não é mais diretor de futebol do Corinthians. O dirigente pediu demissão nesta terça-feira, dois dias depois do término do Campeonato Brasileiro, e divulgou uma carta de agradecimento aos corintianos no site oficial do clube. "Após três anos no cargo de diretor de futebol, entendo que urge passar o bastão.O ciclo se completou e a rotatividade no poder é salutar para termos um Corinthians sempre vencedor", escreveu.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2010 | 18h16

Gobbi disse que a rotatividade é necessária no Corinthians e acredita que houve uma mudança de mentalidade no período em que trabalhou no clube com o presidente Andrés Sanchez. "Há muito a ser feito e o egoísmo não me permite acumular a experiência apenas para minha satisfação. É imperativo torna-se agente multiplicador".

Gobbi estava no comando do departamento de futebol do Corinthians há três temporadas. Neste período, a equipe conquistou os títulos da Série B do Campeonato Brasileiro, em 2008, e do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, ambos em 2009. Em 2010, porém, a equipe fracassou e terminou o ano do centenário sem conquistas.

No comunicado, o dirigente também declarou que o planejamento corintiano para 2011 já está elaborado. O Corinthians, que já perdeu William, que se aposentou, e Elias, que acerta os últimos detalhes da sua transferência ao Atlético de Madrid, pretende contratar pelo menos cinco jogadores, principalmente para tentar conquistar a Libertadores, título mais desejado pelo torcedor.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansMário Gobbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.