Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Mário Gobbi publica carta de despedida da presidência

Dirigente reconhece erros na gestão, mas valoriza as diversas conquistas e diz ter orgulho por ter feito parte de reformulação

Estadão Conteúdo

06 de fevereiro de 2015 | 14h57

Um dia antes das eleições presidenciais no Corinthians, a serem realizadas no Parque São Jorge neste sábado, o atual presidente, Mário Gobbi, publicou uma carta de despedida no site oficial do clube. No comunicado, ele agradece aos sete anos na cúpula corintiana - quatro à frente do Departamento de Futebol e três na presidência -, valoriza conquistas e também admite erros na gestão.

Na carta, Mário Gobbi se diz orgulhoso de ter feito parte do processo de reformulação pelo qual o clube passou nos últimos anos, com a conquista de títulos e outros feitos importantes. Porém, o dirigente reconhece que sua gestão no Departamento de Futebol e na presidência "não foram perfeitas".

Mário Gobbi também valoriza e enumera os títulos que o Corinthians conquistou sob seu comando: Copa São Paulo de Futebol Júnior (2015), Campeonato Paulista (2009 e 2013), Copa do Brasil (2009), Campeonato Brasileiro (2011), Recopa Sul-Americana (2013), Copa Libertadores da América (2012) e Mundial de Clubes da FIFA (2012).

Além disso, ele exalta as conquistas em outras modalidades e a nova estrutura do clube, que agora conta com um CT de alto padrão e uma nova arena. Gobbi também se diz orgulhoso de ter feito parte do "capítulo histórico" que foi a contratação de Ronaldo Fenômeno, em 2009.

"Como já citei, além de muitas vitórias, cometi erros", afirma o dirigente. "Mas chego ao fim do meu mandato com a certeza também de que o saldo de acertos foi maior e que dei o meu melhor, dentro de todas as circunstâncias, para um dos grandes amores da minha vida que é o Sport Club Corinthians Paulista."

Mário Gobbi, que assumiu a presidência do Corinthians em 2012, encerra a carta agradecendo à torcida e afirma que voltará a frequentar a arquibancada "como sócio e torcedor", além de desejar "o melhor mandato possível" ao próximo presidente. Neste sábado, Roberto de Andrade e Antônio Roque Citadini concorrem ao cargo máximo da instituição.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansMário Gobbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.