Hannah MacKay/Reuters
Hannah MacKay/Reuters

Mario Gómez cobra respeito à Alemanha: 'Ainda somos um grande time'

Equipe europeia ficou vista como 'enfraquecida' ao perder o primeiro compromisso para o México por 1 a 0

Ciro Campos, enviado especial/Sochi, O Estado de S.Paulo

22 Junho 2018 | 12h54

A derrota na estreia na Copa do Mundo e as informações que dão conta de que há problemas no ambiente do elenco rondaram a Alemanha ao longo desta semana na Rússia. Em busca de conter a pressão e vencer a Suécia, neste sábado, em Sochi, o atacante alemão Mário Gomez disse nesta sexta-feira que é preciso ter respeito com a equipe tetracampeã mundial e colocar em mente que por, serem os atuais vencedores, os jogadores podem sair desta situação ruim.

+ Nigéria bate Islândia, vence a primeira na Copa e aumenta esperança da Argentina

+ Tite rechaça ajuda da arbitragem, mas pede critério: 'Que ela seja justa'

+ Neymar desabafa nas redes sociais após vitória: 'Falar até papagaio fala'

Uma segunda derrota na Copa deixaria a Alemanha em situação complicada e próxima da eliminação precoce. No primeiro jogo, em Moscou, contra o México, a equipe perdeu por 1 a 0. "Ainda somos um grande time, com recursos e experiência. Temos a certeza que o que deu errado no primeiro jogo não vai se passar novamente. Alguns detalhes não foram bem, mas tentamos arrumar", disse Mário Gomez.

O tropeço na estreia fez a Alemanha sair da concentração, na região de Moscou, e passar a maior parte da semana em Sochi. A praia, o calor e o clima mais leve foram as escolhas da comissão técnica para relembrar o mesmo ambiente vivenciado na Copa de 2014, no Brasil, e na Copa das Confederações, em 2017, quando se concentrou nessa mesma cidade russa. Os atletas gostaram da mudança.

"O ambiente nosso melhorou. Levamos alguns dias para digerir o último jogo, porque foi como uma avalanche", afirmou Mário Gomez, possível novidade na formação titular para a vaga de Werner. "Não fomos bem naquele dia contra o México, mas continuamos a ser um grande elenco. Conhecemos bem nossos pontos fortes, queremos ganhar e podemos avançar à próxima fase da Copa do Mundo", completou.

 

Depois de enfrentar a Suécia, no jogo que começa às 15 horas (de Brasília) deste sábado, a Alemanha encerrará a participação na primeira fase na próxima quarta-feira, contra a Coreia do Sul. Os asiáticos entram em campo neste sábado, diante do México, após terem perdido por 1 a 0 na estreia no torneio.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.