Mário Sérgio deixa o São Caetano

O pedido de demissão do técnico Mário Sérgio causou surpresa geral neste domingo à tarde, após a derrota do São Caetano por 2 a 1 para o Goiás, no estádio Serra Dourada. Tão estranho quanto seu próprio comportamento, o técnico comunicou sua decisão somente no Aeroporto de Goiânia.A decisão foi comunicada pela assessoria de imprensa do clube de forma reticente: o técnico deixa o cargo alegando problemas particulares."Tudo aconteceu exatamente às 19h45", garantiu o jornalista Primo Ribeiro, evitando maiores detalhes à respeito. Mesmo após o jogo, o técnico deu explicações à imprensa, sem citar sua decisão pessoal.Mário Sérgio assumiu o clube após a perda do título da Taça Libertadores da América, ano passado. Ele dirigiu o time no Brasileiro de 2002 e também no Campeonato Paulista. Sempre fez questão de ressaltar as limitações do elenco, ao mesmo tempo em que elo giava a conduta correta de seus jogadores. Em campo, porém, muitas vezes exagerou nas mudanças táticas e também individuais.A diretoria ainda não definiu um substituto, mas uma lista de prováveis substitutos estaria sendo encabeçada por Nelsinho Baptista, ex-Flamengo. Outros dois nomes citados são Tite, ex-Grêmio, e Celso Roth, demitido no Atlético Mineiro, sábado, após a der rota para o Fortaleza, por 4 a 3.

Agencia Estado,

20 de julho de 2003 | 20h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.