Mário Sérgio tenta animar São Caetano

Apesar das dificuldades para definir o time do São Caetano, que não recebeu reforços e ainda tem sérios problemas de contusões, o técnico Mário Sérgio demonstra confiança nos seus jogadores, e acredita ser possível parar o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O objetivo é esquecer as últimas três derrotas consecutivas, para o Palmeiras, nas oitavas-de-final do Campeonato Paulista e duas diante do Botafogo-RJ pela Copa do Brasil.Mesmo com a promessa de divulgar a escalação somente nos vestiários, o técnico desta vez não terá muitas alternativas para surpreender o adversário. "Não há nada diferente. Todos conhecem bem nossos jogadores, mas é claro que podemos nos posicionar de maneiras diferentes", despista. O goleiro Sílvio Luiz, que ganhou mais uns dias para entrar em forma, volta no lugar de Luciano. Outro reforço é o zagueiro Marco Aurélio, que não enfrentou o Botafogo-RJ porque estava suspenso. Ele pode ser improvisado no meio da defesa ao lado de Serginho. Mas o lateral-esquerdo Zé Carlos, machucado, continua vetado e Marlon deve ser mantido como titular.De positivo mesmo só a volta do zagueiro Daniel, recuperado de cirurgia no pubis. Mas, sem ritmo de jogo, deve ficar apenas como opção no banco de reservas. Com estes problemas e dúvidas, Mário Sérgio comandou o treino coletivo nesta sexta-feira à tarde. No sábado cedo os jogadores participam de um treino técnico-tático e à tarde seguem para Belo Horizonte.O volante Ramalho, com lesão nos ligamentos do joelho direito e o zagueiro Dininho, com dores na virilha, se recuperando de cirurgia, ficam de fora da estréia e, provavelmente, dos próximos jogos.Reforços - A diretoria continua prometendo reforços, que devem chegar somente durante a competição. Por enquanto, só se apresentou ao técnico Mário Sérgio o atacante Denni, do Santo André. O lateral Richarlyson, do Santo André, chegou a ser anunciado mas ainda faltam alguns detalhes para que ele assine contrato. O atacante Robert, que defendeu a seleção brasileira sub-23, é a única baixa do elenco: ele se transferiu para o Spartak de Moscou-RUS.O presidente Nairo Ferreira de Souza passou rapidamente pelo clube à tarde, mas não confirmou se realmente chegou num acordo com o Clube dos 13 sobre os direitos de transmissão de televisão. O Azulão fecharia com o mesmo valor fechado, de forma individual, pelo Figueirense. O valor seria de R$ 3 milhões mais as despesas com viagens e hospedagens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.