Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Marquinho pode fazer estreia oficial pelo Vasco contra o Grêmio

Nome do jogador apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta quinta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

11 de julho de 2019 | 21h20

A estreia oficial de Marquinho com a camisa do Vasco poderá ocorrer na retomada do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, o meia teve seu contrato regularizado e registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, abrindo caminho para que ele seja aproveitado no duelo com o Grêmio, sábado, em Porto Alegre, pela décima rodada.

Marquinho teve a sua contratação oficializada pelo Vasco em junho, trocando o time B do Athletico-PR pelo clube carioca. Agora, ele espera vencer a concorrência, pois o técnico Vanderlei Luxemburgo tem indicado que Rossi, Marrony, Marquinho, Valdívia e Talles Magno disputam três vagas no setor ofensivo.

"Como todo mundo está junto, ninguém vai para casa, ficamos conversando sobre várias coisas e isso de uma certa forma aumenta nosso entrosamento. É importante todos conhecerem as características de todos do grupo. Esse tempo serviu para treinarmos bastante e corrigirmos os erros que apresentamos, em especial nos amistosos. Vejo que nosso time está pronto para a batalha de sábado", afirmou Marquinho, aprovando a intertemporada do Vasco em Foz do Iguaçu (PR).

O meia vascaíno revelou ter acompanhado o empate do Grêmio por 1 a 1 com o Bahia, quarta-feira, pelas quartas de final das Copa do Brasil. E acredita que esse confronto indicou que o Vasco poderá conquistar um bom resultado no fim de semana.

"Independente da posição que Vasco e Grêmio se encontram, são duas equipes muito grandes, de tradição. Tem tudo para ser um grande jogo, um duelo bastante interessante. Temos tudo para fazer uma boa apresentação contra eles. Assistimos a partida deles contra o Bahia e vimos que podemos alcançar um bom resultado mesmo jogando fora de casa. Estamos preparados para fazer bonito em Porto Alegre", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.