Marquinhos exalta superação do Cruzeiro, mas pede 2016 'diferente'

O Cruzeiro assustou seu torcedor em 2015, chegou a flertar com a zona de rebaixamento durante parte do Campeonato Brasileiro e só conseguiu ficar tranquilo com uma incrível arrancada, após a chegada do técnico Mano Menezes. Esta reviravolta na reta final foi bastante celebrada pelos jogadores, como o atacante Marquinhos.

Estadão Conteúdo

19 de dezembro de 2015 | 17h04

"Acho que o futebol tem altos e baixos e a gente tem que estar sempre preparado. Pela maneira que começamos o campeonato e pelo que a gente terminou, acho que foi uma superação muito grande. Temos que agradecer muito e esquecer o que passou, pois temos um grupo muito forte", declarou ao site oficial do clube.

Marquinhos perdeu espaço no Cruzeiro no Brasileirão e chegou a sequer ser relacionado para algumas partidas. Seu futuro no clube ainda é incerto, mas se ficar para 2016, ele sabe que o time mineiro não pode se dar ao luxo de repetir o péssimo início de competição deste ano.

"Temos que ser um Cruzeiro diferente em 2016, pois sabemos que a torcida vai cobrar mais. Mas temos que ter tranquilidade para estarmos mais fortalecidos e, assim, ir em busca dos títulos das competições que iremos disputar. Vamos esquecer essa página para dar alegria ao torcedor cruzeirense no ano que vem", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroMarquinhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.