Marquinhos quer vida nova na Portuguesa

Ano novo, vida nova. Assim o lateral-direito Marquinhos encara a chance de defender a Portuguesa no Campeonato Paulista. Principal destaque do time no empate por 2 a 2 diante da Portuguesa Santista, na quarta-feira, não gosta de lembrar os meses em que jogou pela Ponte Preta, no último Campeonato Brasileiro. "Aquele período foi bom apenas para eu pegar experiência", disse o jogador de 20 anos. "Não consegui mostrar todo meu futebol, pois a equipe era muito cobrada e terminou mal colocada o campeonato."Marquinhos segue como uma das maiores armas do técnico Dario Pereyra para enfrentar o São Paulo, domingo, no Canindé. "Nosso lado direito é o mais forte, pois o Paulo Isidoro também ajuda muito no apoio", disse Dario.Na partida de estréia, Marquinhos participou do primeiro gol - fez o cruzamento para Lucas marcar, de cabeça - e anotou o segundo, em uma jogada individual. "Precisamos estar mais atentos diante do São Paulo, pois estávamos na frente contra a Santista e deixamos o adversário empatar."O técnico Dario Pereyra ainda não poderá contar com o meia-atacante Luciano Souza e o centroavante Agnaldo, que não tiveram a documentação regularizada. A certeza é que poderá contar com o atacante Helinho, que veio do Coritiba, e já adquiriu condicionamento físico nos treinos da semana.O treino desta sexta-feira à tarde, no Canindé, foi interrompido por um raio que caiu perto do estádio. O lateral-esquerdo Alessandro foi atingido no pé direito por uma fagulha da descarga elétrica, mas não sofreu ferimentos. "Minha perna ficou um pouco adormecida, mas felizmente foi só um susto", disse o jogador. "Só espero que não chova desse jeito domingo", brincou.

Agencia Estado,

23 de janeiro de 2004 | 19h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.