Issouf Sanogo/AFP
Issouf Sanogo/AFP

Marrocos elimina Costa do Marfim e vai à Copa de 2018; Tunísia também se garante

Equipe do norte da África deixa marfinenses fora do Mundial da Rússia com vitória por 2 a 0, fora de casa

Estadão Conteúdo

11 Novembro 2017 | 17h46

O continente africano conheceu neste sábado as suas últimas seleções classificadas à Copa do Mundo da Rússia, em 2018: Marrocos, que se garantiu após superar a Costa do Marfim, e Tunísia, depois de empatar com a Líbia.

+ Sem Guerrero, Peru empata com a Nova Zelândia fora de casa e se aproxima da Copa

+ Argentina joga mal, mas conta com erro de árbitro para bater a Rússia em amistoso

E a classificação marroquina veio até com certa classe. A equipe enfrentava a Costa do Marfim em Abidjã, na casa do adversário, e precisava de um empate para assegurar lugar na Rússia. Fez ainda melhor: ganhou por 2 a 0 e frustrou a festa da torcida local.

O grande resultado fez o Marrocos se manter na liderança do Grupo C das Eliminatórias Africanas do Mundial de 2018, com 12 pontos, quatro na frente da Costa do Marfim. Já o Gabão, que empatou com Mali por 0 a 0, terminou com seis, dois a mais do que o adversário deste sábado após esta rodada final da chave.

Uma das principais seleções africanas da última década, a Costa do Marfim precisava de um triunfo simples para se garantir no Mundial. E, assim, aproveitando o apoio da torcida, começou pressionando e criando as melhores oportunidades.

Mas, aos 25, após cruzamento, o atacante Nabil Dirar resvalou de cabeça e fez o primeiro gol marroquino. E, apenas cinco minutos depois, em novo levantamento, a bola atravessou a área, ninguém cortou e o zagueiro Benatia, da Juventus, desviou com o pé, assegurando a classificação.

Essa será a quinta participação marroquina em um Mundial e a primeira desde 1998 - jogou também em 1970, 1986 e 1994. Já a Costa do Marfim está fora depois de se classificar às três últimas Copas.

TUNÍSIA

Precisando apenas de um empate neste sábado, em casa, a Tunísia não foi brilhante, mas confirmou sua classificação ao ficar no 0 a 0 com a Líbia, em duelo válido pelo Grupo A.

Assim, terminou na liderança da chave com 14 pontos, apenas um na frente da República Democrática do Congo (ex-Zaire), que ganhou neste sábado de Guiné por 3 a 1, também em casa. Depois de disputar as Copas de 1978, 1998, 2002 e 2006, a Tunísia jogará o seu quinto Mundial na Rússia.

Ainda neste sábado, em duelo válido pelo Grupo B, que já tinha a Nigéria garantida na Copa do Mundo, as seleções de Zâmbia e Camarões empataram por 2 a 2 e se despediram amargamente das Eliminatórias.

O Mundial da Rússia, assim, já conta com 26 seleções classificadas: Egito, Nigéria, Senegal, Marrocos, Tunísia, Rússia (país-sede), Brasil, Bélgica, Inglaterra, França, Alemanha, Islândia, Polônia, Portugal, Sérvia, Espanha, Argentina, Colômbia, Uruguai, Costa Rica, Panamá, México, Irã, Japão, Coreia do Sul e Arábia Saudita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.