Marrocos vence com um a menos e Togo tropeça nas Eliminatórias da Copa

Sem jogar uma Copa do Mundo desde 1998, Marrocos quer encerrar o jejum participando do Mundial da Rússia em 2018. Nesta quinta-feira, a seleção do norte da África deu um passo importante para pelo menos não ser eliminada dessa corrida. Jogando em casa, venceu Guiné Equatorial por 2 a 0 e saiu no confronto válido pela segunda fase das Eliminatórias da África.

Estadão Conteúdo

12 de novembro de 2015 | 19h24

Nesta etapa, 40 equipes jogam 20 duelos de mata-mata, em ida e volta. Quem avançar vai à fase de grupos, onde serão definidos os classificados para o Mundial. Os que ficarem pelo caminho dão adeus ao sonho e já começam a pensar em 2022, quando a Copa será no Catar.

Em Agadir, o Marrocos saiu na frente com El-Arabi, aos 30 minutos. No primeiro minuto do segundo tempo, Karrouchy foi expulso e deixou os donos da casa com um a menos. Mesmo assim, a seleção marroquina ainda ampliou, com Bammou. Guiné Equatorial, vale lembrar, chegou até a semifinal da Copa Africana de Nações e, melhor no ranking mundial, vai decidir o confronto em casa.

Também nesta quinta-feira, Togo sentiu a ausência de Adebayor e perdeu em casa para Uganda, por 1 a 0. Vice-campeã africana em 2013, Burkina Faso foi a Benin e perdeu 2 a 1. Comandada por Luis Miguel Fernández, ex-técnico do PSG, Guiné fez 1 a 0 na Namíbia, fora de casa.

Já a República Democrática do Congo fez 3 a 2 em Burundi, como visitante, no jogo mais movimentado do dia. Bolasie abriu o placar para o Congo, Amissi marcou dois gols e virou aos 38 do segundo tempo, mas Mubele ainda fez outros dois para virar a partida novamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.