Marselha e Werder Bremen avançam na Copa da Uefa

Um gol na prorrogação, marcado pelo zagueiro inglês Tyrone Mears, deu ao Olympique de Marselha na quarta-feira uma vaga nas quartas-de-final da Copa da Uefa.

JUSTIN PALMER, REUTERS

18 de março de 2009 | 20h52

O Werder Bremen, que eliminou o favorito Milan na fase anterior, empatou em 2 x 2 contra o Saint Etiènne, prevalecendo o seu 1 x 0 do jogo de ida na Alemanha, e também se classificou.

Mears cabeceou à queima roupa, aos 5 minutos do segundo tempo da fase adicional, o que garantiu um placar de 2 x 2 na partida contra o Ajax de Amsterdã. O time francês havia vencido o jogo de ida por 2 x 1.

O jogador, que estreava pelo Olympique depois da sua polêmica saída do Derby County, da segunda divisão inglesa, marcou o gol da classificação ao aproveitar de cabeça um rebote depois de uma falta batida por Boudewijn Zenden.

O Ajax havia levado o jogo para a prorrogação quando o atacante sérvio Miralem Sulejmani deixou o jogo em 2 x 1, a 16 minutos do final do tempo normal.

Aos 33 do primeiro tempo, o meia camaronês Eyong Enoh fugiu da linha de impedimento para tabelar com Luis Suarez e abrir o placar para o Ajax.

O Olympique reagiu dois minutos depois, quando Bakari Koné cruzou para Mamadou Niang, desmarcado, empatar.

Nos últimos segundos de jogo, o zagueiro uruguaio Bruno Silva foi expulso depois de uma cotovelada sobre Hatem Ben Arfa.

Já o Werder dominou o Saint Etienne depois de marcar seus dois gols no primeiro tempo, com Sebastian Proedl e Claudio Pizarro, e aproveitando-se do fato de que o time francês teria de marcar quatro para avançar.

O time local não se abateu, e no segundo tempo ainda empatou com Yohan Benalouane e Sebastien Grax.

Na quinta-feira ocorrem os seis últimos jogos das oitavas-de-final. O atual campeão Zenit de São Petersburgo precisa reverter uma derrota de 2 x 0 para a Udinese a fim de permanecer na competição.

O sorteio das semifinais e quartas-de-final ocorrerá na sexta-feira em Nyon, na Suíça.

Mais conteúdo sobre:
FUTUEFARESULTADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.