Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Melhor jogadora do mundo, Marta diz que toparia defender o CSA no Brasileirão

Torcedora do time alagoano recém promovido para a Série A afirma que 'não fugiria do desafio' de defender seu time de coração

O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2018 | 20h01

Uma das novidades do Brasileirão em 2019, o CSA poderia ter um reforço de peso no ano que vem. Atual melhor jogadora do mundo, eleita pela Fifa, Marta disse que aceitaria disputar o torneio pelo seu time de coração, caso tivesse a oportunidade. 

"Eu já joguei tantas vezes no meio dos marmanjos, muitos deles que eram bem maiores que eu. A gente sabe que o perfil físico do homem é mais forte que da mulher e eu teria que usar mais a inteligência. Mas eu toparia e não fugiria do desafio (de jogar o Brasileirão)", disse a atacante, em entrevista para a ESPNW

Eleita pela sexta vez a melhor jogadora do mundo, Marta chegou a comparecer em alguns jogos do CSA na reta final da Série B deste ano. Fã de Neto Berola, ela projetou como seria a parceria com o atacante da equipe alagoana. "Eu ia ficar mais nas assistências, porque eu faria o mais simples e deixaria para o Neto Berola marcar os gols", disse, em tom de brincadeira.

Sobre a possibilidade de ser treinadora, ela disse que não pensa em dirigir times masculinos. "Eu iria focar no futebol feminino para incentivar mais mulheres a entrar nesse mundo de treinadores, já que há poucas no nosso Brasil."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.