Divulgação
Divulgação

Seleção feminina bate Canadá e vai invicta à final de torneio

Equipe venceu suas 3 partidas no Torneio Internacional de Natal

Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2015 | 00h13

Nesta quarta-feira, com a vitória sobre o Canadá por 2 a 1, na Arena das Dunas, em Natal, pelo Torneio Internacional de Natal, a seleção brasileira feminina garantiu a vantagem de jogar por um empate na grande final, que acontecerá no domingo, contra as mesmas adversárias. Andressa Alves e Debinha fizeram os gols.

Marta deu a assistência para o segundo tento, mas não conseguiu ampliar seu recorde. A camisa 10 alcançou o posto de maior goleador da seleção (entre homens e mulheres) ao superar Pelé na goleada do Brasil sobre Trinidad e Tobago, na semana passada. Com cinco gols naquele jogo, desbancou o Rei, somando 98 contra 95. Agora, tem 100 contra 95.

Ambos os foram marcados na etapa inicial. No primeiro, Andressa cobrou falta com categoria e abriu o placar aos 11 minutos. Aos 39, Marta recebeu pela esquerda dentro da área e deu passe para Debinha, livre de marcação, só bater para as redes.

Sem se abater, a equipe canadense descontou antes do intervalo. Aos 42, em jogada semelhante a que resultou no segundo gol brasileiro, Belanger completou para o gol. Mas a reação não foi além disso. No segundo tempo, o Brasil manteve o domínio e até teve chance para ampliar a vantagem.

Nos minutos finais, as duas seleções desaceleraram o ritmo porque já estavam classificadas para a final, em novo confronto entre brasileiras e canadenses, no domingo. Poupada em boa parte da segunda etapa, Marta minimizou as dores que apontou ao longo do jogo, em razão das entradas mais duras das canadenses, e prometeu empenho no fim de semana. "No domingo será a final e vamos ignorar as dores, os pisões. Vamos tratar agora para estar 100% para o domingo", afirmou Marta, em entrevista à Bandeirantes.

Marta não foi a única poupada pelo técnico Vadão no segundo tempo. Ele também sacou do time Debinha, Andressa Alves e Beatriz Zaneratto, substituídas por Raquel, Thais e Juliete. O time foi escalado com Bárbara; Poliana, Mônica, Rafaelle e Tamires; Thaisa, Formiga (Andressinha) e Marta (Gabi Nunes); Beatriz (Juliete), Andressa Alves (Thais) e Debinha (Raquel).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.