Marta é finalista de prêmio da Fifa pela 11ª vez seguida

Marta é finalista de prêmio da Fifa pela 11ª vez seguida

Figurinha repetida no Bola de Ouro, a jogadora mais uma vez chega à final após a votação de jornalistas, capitães e técnicos

Estadão Conteúdo

01 de dezembro de 2014 | 14h57

Assim como acontece anualmente desde 2004, Marta está entre as três finalistas do prêmio de melhor jogadora do ano de 2014. Nesta segunda-feira, a Fifa anunciou o nome das três atletas mais votadas por jornalistas, capitães e técnicos. A vencedora será revelada no dia 12 de janeiro, em Zurique (Suíça), durante a cerimônia da entrega da Bola de Ouro.

Terceira colocada em 2004 e segunda em 2005, Marta ganhou por cinco anos consecutivos, de 2005 a 2010. Desde então, fica entre as três finalistas, mas não leva o troféu. Foi a segunda melhor de 2011 e 2012 e terceira no ano passado. Agora concorre contra a alemã Nadine Kessler e a norte-americana Abby Wambach.

Neste ano, Marta voltou à Suécia para jogar pelo Tyresö e ajudou a equipe a chegar pela primeira vez à final da Liga dos Campeões da Europa, tendo marcado sete gols no torneio. Na decisão, balançou a rede duas vezes, mas o Wolfsburg, da Alemanha, garantiu o título.

Em julho, porém, Marta trocou de clube na Suécia e conquistou o título do campeonato nacional pelo Rosengard - o Tyresö encerrou as atividades por falta de dinheiro, no meio do torneio. O time está nas quartas de final da Liga dos Campeões e a brasileira vai reencontrar o Wolfsburg.

Do clube alemão vem uma das concorrentes de Marta pelo prêmio da Fifa, a meio-campista Nadine Kessler, de 26 anos, destaque do Wolfsburg no bicampeonato europeu e no tricampeonato alemão.

Já a veterana Abby Wambach, de 34 anos, venceu o prêmio em 2012 e agora volta a concorrer. A norte-americana é a estrela do Western New York Flash na National Women''s Soccer League (NWLS), a liga norte-americana feminina de futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMartafutebol femininoFifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.