Martelotte confirma Neymar nos últimos jogos do Santos em 2010

'Ele realmente se desgastou muito no ano, mas é um menino de 18 anos e quer jogar sempre'

SANCHES FILHO, Agência Estado

26 de novembro de 2010 | 19h57

SANTOS - Neymar pediu e foi atendido pelo técnico interino Marcelo Martelotte, que confirmou a presença do atacante nos últimos dois jogos do Santos no Campeonato Brasileiro. O jogador rejeitou as férias antecipadas e entrará em campo neste domingo, diante do Avaí, em Florianópolis.

"Neymar ainda não se tocou da importância das férias", disse nesta sexta-feira Martelotte, um dos principais defensores do descanso para o artilheiro santista no Campeonato Brasileiro, com 16 gols. O jogo de amanhã será o 20º. dele no Campeonato Brasileiro e o 62º. da temporada.

"Ele realmente está desgastou muito no ano, mas é um menino de 18 anos e quer jogar sempre. Esperamos que isso não tenha consequência negativa em 2011. É lógico que o torcedor fica feliz, e nós também, porque a presença dele sempre aumenta a possibilidade de sucesso do time".

O Santos esperava antecipar as férias do atacante por causa da proximidade da apresentação do atleta à seleção brasileira Sub-20, que disputará em janeiro o Sul-Americano, no Peru. Todos os jogadores vão iniciar os treinamentos no dia 13 de dezembro.

Depois do treino técnico desta sexta, Martelotte confirmou o time para enfrentar o Avaí sem Edu Dracena na zaga e Marquinhos no meio-campo. Ele explicou que resolveu poupar o zagueiro para fazer observações com Bruno Aguiar na zaga. Contra o Flamengo, Dracena volta para formar dupla com o garoto Vinicius Simon, enquanto Durval será poupado.

A ausência de Marquinhos tem outras explicações. O jogador viajou de carro com a esposa (vai dar a luz nos próximos dias) para Florianópolis e pediu dispensa. "Além disso, eu precisava observar Felipe Anderson, um meia atacante que vem um pouco mais de trás. E isso só será possível sem Marquinhos no time. Também entendemos que seria um jogo difícil para ele por tudo que representa ao Avaí. Se ele vai bem e rebaixa o Avaí seria cobrado onde foi ídolo. E se não ganhar, seria cobrado aqui", disse o treinador.

Outra novidade será a entrada de Possebon no meio-campo para atuar ao lado de Arouca, Adriano e Felipe Anderson. O time que começa a partida de domingo terá Rafael; Pará, Bruno Aguiar, Durval e Léo; Arouca, Adriano, Possebon e Felipe Anderson; Neymar e Keirrison. Zé Eduardo ficará no banco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.