Sergio Neves/AE - 25/9/2010
Sergio Neves/AE - 25/9/2010

Martelotte testa duas formações no treino do Santos

Técnico vai manter estilo agressivo para o clássico diante do Palmeiras na Vila Belmiro, neste sábado

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2010 | 17h50

O Santos vai manter o seu estilo de jogo agressivo no clássico deste sábado, contra o Palmeiras, na Vila Belmiro. Isso segundo as declarações dos jogadores. Mas as dúvidas do técnico interino Marcelo Martelotte começam pela esquema a ser adotado. No treino técnico desta quinta-feira, em campo reduzido, ele testou duas formações: o 4-3-3 e o 4-4-2.

Na primeira parte do treino, Martelotte deixou Danilo na lateral-esquerda e formou o meio-de-campo com Roberto Brum, Arouca e Marquinhos, para poder reforçar o ataque com o retorno de Zé Eduardo, ao lado de Neymar e Marcel. O meia-atacante não jogou no Rio porque cumpria suspensão pelo terceiro amarelo, e Zezinho, que entrou no seu lugar, perdeu-se entre tentar ajudar na marcação e atacar.

Na sequência das atividades, o interino experimentou a formação com quatro jogadores no meio-campo e apenas dois atacantes. Pará entrou na lateral-direita e Danilo passou para o meio, com a saída de Zé Eduardo. E o rendimento também ficou abaixo do esperado.

Depois da vitória contra o Cruzeiro, Martelotte explicou que um de seus princípios é dar preferência ao jogador da posição. E quem vai saindo no lucro é Roberto Brum, que acabou herdando a vaga de Alex Sandro, lateral-esquerdo improvisado de segundo volante por Dorival Júnior. No primeiro tempo contra a equipe mineira ele se revezou com Arouca no apoio ao ataque e colocou três vezes os companheiros em condições de fazer o gol e diante do Vasco, no Rio, voltou a se destacar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.