Martín Silva admite má fase defensiva do Vasco: 'Os números não são bons'

Equipe vem de derrota por 3 a 1 no clássico contra o Botafogo no meio de semana

Estadão Conteúdo

22 de junho de 2017 | 20h18

O Vasco voltou a cometer muitos erros defensivos e foi facilmente batido no clássico com o Botafogo na última quarta-feira. O resultado de 3 a 1, no Engenhão, fez a equipe cruzmaltina disparar como pior defesa do Campeonato Brasileiro, com 20 gols tomados em nove partidas. O mau momento preocupa os jogadores, principalmente aquele que mais vem sofrendo com a fase, o goleiro Martín Silva.

"Sabemos que os números não são bons e que temos que melhorar muito, porém, seguiremos numa posição bem tranquila se ganharmos o próximo jogo. Independentemente dos resultados serem positivos ou negativos, os nossos números defensivos não são bons e vamos procurar melhorar", declarou nesta quinta-feira.

Não bastasse o péssimo retrospecto defensivo, o Vasco tem sofrido muito longe de São Januário. Em quatro partidas fora de casa até o momento, o time não somou sequer um ponto. Martín Silva sabe que a equipe precisa mudar estes números se quiser lutar por objetivos maiores no Brasileirão, mas cobrou que, imediatamente, a equipe volte a vencer em seu estádio, contra o Alético-GO, domingo.

"Estamos nos cobrando muito, sobretudo em relação aos resultados dos jogos fora de casa, que a gente ainda não conseguiu pontuar. Precisamos disso, pois estamos fazendo a parte em São Januário, o que é muito importante. Ganhar em casa é fundamental no Brasileiro. Estamos com uma pontuação num nível aceitável e, como disse, se ganharmos domingo voltamos ao pelotão de cima, o que nos traz uma certa tranquilidade", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
VascofutebolVascoMartín Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.