Alejandro Garcia/EFE
Alejandro Garcia/EFE

Martino perde seu pai, mas dirigirá Barça nesta quarta

Treinador afirma que será uma grande emoção dirigir o Barça pela primeira vez na Liga dos Campeões

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2013 | 11h17

BARCELONA - O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, confirmou nesta terça-feira que o pai do técnico Gerardo Martino morreu na Argentina. Apesar do fato triste, anunciado logo após a entrevista coletiva concedida pelo treinador, o comandante estará na beira do campo para dirigir o time espanhol diante do Ajax, nesta quarta, no Camp Nou, em seu jogo de estreia da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa.

Rosell informou que, logo após o confronto, marcado para começar às 15h45 (de Brasília), Martino pegará um voo rumo ao seu país natal para poder acompanhar o funeral do seu pai.

Mais sério do que de costume, pela razão óbvia do falecimento, Martino não comentou sobre o assunto na entrevista coletiva desta terça-feira, na qual admitiu que será uma grande emoção dirigir o Barça pela primeira vez em um jogo da Liga dos Campeões, competição em que também nunca esteve presente.

"Para todos os técnicos participar da Liga dos Campeões é um feito relevante em sua carreira", disse o comandante, destacando em seguida que tem "grandes expectativas" nesta missão de fazer o Barça voltar a ser campeão europeu.

O comandante, porém, enfatizou que está preparado para pressão que enfrentará por ter sido escolhido para assumir a equipe catalã, que antes teve Pep Guardiola fazendo história no comando e Tito Vilanova herdando seu posto, deixado pelo antecessor de Martino por razões de saúde. "Nossa obrigação é a autocrítica permanente. Estamos acostumados com as críticas sobretudo em um time que mostrou nos últimos anos o seu nível de excelência", disse Martino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.