Mascherano pediu para deixar o Liverpool, diz imprensa

LONDRES - O volante argentino Javier Mascherano pediu ao Liverpool para deixar que ele acerte com a Inter de Milão, informa nesta terça-feira a imprensa britânica.

Efe

27 de julho de 2010 | 09h30

Mascherano, de 26 anos, retornou na segunda-feira a Liverpool ao final de suas férias após a Copa do Mundo, e se reuniu, junto a seu empresário, com o novo treinador da equipe, Roy Hodgson, dizendo que não deseja permanecer no time na próxima temporada.

O volante foi convidado pelo ex-técnico do Liverpool, Rafael Benítez, que agora comanda a Inter, a se transferir para o time italiano. Para liberar o jogador, o Liverpool deve exigir o pagamento de 25 milhões de libras (US$ 38,6 milhões).

Segundo a imprensa britânica, o argentino não está feliz no Liverpool desde o ano passado, quando o clube vetou sua transferência para o Barcelona. Além disso, quer disputar a Liga dos Campeões, competição da qual o time de Anfield não participará nesta temporada.

Segundo o jornal The Guardian, o clube inglês veria com bons olhos a negociação pela quantia citada, já que permitiria fechar as contas do clube e fazer algumas contratações.

Por ter terminado na sétima posição no Campeonato Inglês da última temporada, o Liverpool fará sua estreia na Liga Europa já na próxima quinta-feira, contra o Rabotnicki, na Macedônia.

O treinador afirmou que a competição continental é prioridade, por isso, jogadores que disputaram a Copa do Mundo (como Gerrard e o recém-contratado Joe Cole) devem ser escalados, depois de consulta aos médicos para saber quais estão em melhores condições.

O atacante espanhol Fernando Torres, que está se recuperando de cirurgia no joelho, está fora da partida. A direção do clube teme por sua saída, depois que os milionários donos do Manchester City mostraram interesse na contratação do atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.