Massacre corinthiano no Pacaembu: 6 a 1

Foi um passeio. O técnico Geninho e os jogadores do Corinthians diziam que o time precisava de uma vitória para embalar no Campeonato Brasileiro. Dentro desse raciocínio, a goleada por 6 a 1 sobre o Paysandu, hoje, no Pacaembu, teve sabor de arrancada após início oscilante. E olha que nos primeiros 15 minutos a impressão era de que o Paysandu repetiria as boas atuações que o levaram à segunda fase da Libertadores. O time de Dario Pereira começou abusado, pressionando os corintianos no campo de ataque. Porém, os dois gols seguidos do zagueiro Fábio Luciano, aos 20 e 22 minutos, provaram que a estabilidade emocional dos paraenses é frágil e vai dar muito trabalho para a comissão técnica durante a semana. Os jogadores ficaram abalados e comprometeram todo o posicionamento no campo. A defesa não marcava e o ataque não produzia. Como o Corinthians não tem nada a ver com isso, foi para cima sem dó. Resultado: um massacre, uma festa pra todo mundo participar. Além de Fábio Luciano, Liedson, Leandro e Fabinho também marcaram. Esses dois últimos pela primeira vez no campeonato. O Paysandu, por sua vez, resumiu-se à condição de sparring. O grande destaque, só para variar, foi o jogo aéreo corintiano. A cada partida o técnico Geninho prova que sua insistência nos treinamentos de bola parada faz mesmo a diferença. Quatro dos cinco gols (exceção ao quarto, de Leandro) resultaram de cruzamentos. "O futebol, hoje, está muito nivelado. Por isso, esse tipo de jogada (bola parada) pode ser decisivo", explicou o treinador. Na etapa final, como já se esperava, os paulistas seguiram o script padrão e diminuíram o ritmo. A equipe de Belém aproveitou para, como se diz no jargão popular, fazer o "gol de honra". Logo aos 10, a bola sobrou para Robson que, dentro da pequena área, não desperdiçou. Reforço - Hoje a diretoria do Corinthians anunciou a contratação do volante Cocito, que chega para ocupar a vaga deixada por Vampeta. A apresentação do reforço será segunda-feira, no Parque São Jorge. "Agora falta definir o atacante. Precisamos fechar isso até no máximo terça-feira", afirmou Geninho, referindo-se à negociação com Allann Delon.Ficha TécnicaCorinthians: Doni; Rogério, Fábio Luciano, Ânderson e Kléber; Fabinho, Fabrício e Jorge Wagner (Renato); Leandro (Fumagalli), Liedson (Wilson) e Gil. Técnico: Geninho.Paysandu: Marcão; Jorginho, Gino e Sérgio; Rodrigo (Lecheva), Bruno (Rogerinho), Vanderson, Welber (Magnum) e Luis Fernando; Iarley e Robson. Técnico: Dario Pereira. Gols: Fábio Luciano aos 20 e aos 22, Liedson aos 23, Leandro aos 31 e Fabinho aos 40 minutos do primeiro tempo; Robson aos 10 e Renato aos 43 do segundo.Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR).Local - Pacaembu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.