Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians

Mateus Vital elogia Flamengo, mas acha que não é exemplo a ser seguido pelo Corinthians

Meio-campista acredita que cada equipe tem seu estilo: 'É impossível padronizar'

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de outubro de 2019 | 13h29

O meia Mateus Vital elogiou o futebol do Flamengo, mas acha que não é um padrão a ser seguido para o futebol brasileiro. Na opinião do jogador do Corinthians, cada equipe tem um estilo, que deve ser respeitado.  "Eles têm um estilo de jogo, como Grêmio tem outro e São Paulo outro. Não dá para padronizar o estilo. Ou seria chato ou ou seria muito bom essa padronização. Estão jogando bem sim, tem ganhado jogos. Mas não é que temos que padronizar o futebol brasileiro com o futebol do Flamengo. Grêmio também joga bem. Cada equipe joga seu futebol. É impossível que todos joguem como o Flamengo", afirmou.

O Corinthians está há cinco partidas sem vencer no Campeonato Brasileiro enquanto que o Flamengo vem de 13 vitórias em 14 jogos na competição. O time rubro-negro é o líder na tabela com dez pontos de vantagem sobre o Palmeiras, o segundo colocado, e a equipe alvinegra ocupa a quinta colocação, com 44 pontos.

Vital também lembrou que a vitória do Flamengo na Libertadores pode dificultar ainda mais a briga do Corinthians pela vaga no torneio continental. Isso porque o Grêmio ocupa o sétimo lugar e está apenas três pontos atrás do time alvinegro, que está na quinta colocação. "Certeza que o Grêmio virá com força máxima para o Brasileiro. Tem jogado sempre, vem junta há dois ou três anos, elenco qualificado, forte. Vão vir para a briga, como os outros, também. Muito disputado. Mais uma equipe que vamos bater de frente", afirmou.

O Corinthians volta a campo no sábado para enfrentar o Santos, na arena em Itaquera, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. No treino desta quinta-feira, Fábio Carille contou com todos os titulares à disposição, mas não esboçou a formação. Fora dos outros trabalhos durante a semana, Danilo Avelar participou normalmente da atividade.  "Tivemos a semana cheia para trabalhar. Não foi trabalhado só ataque, porque jogo é ataque e defesa. Infelizmente, a gente não está sabendo aproveitar as chances que cria. Próprio Carille sempre bate na tecla da finalização. Criar mais chances de gol e sair com vitória", disse Vital 

A tendência é que o time seja semelhante ao que perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 na última rodada. As novidades são as voltas de Cássio e Gil, que cumpriram suspensão e as ausências de Fagner e Bruno Méndez, que receberam o terceiro amarelo. A provável escalação para sábado terá: Cássio; Michel Macedo, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf, Sornoza (Junior Urso) e Mateus Vital; Pedrinho, Gustagol (Vagner Love) e Janderson.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.