Matheus Fernandes festeja chance de poder jogar final da Taça Rio pelo Botafogo

Volante acompanhou pela TV a vitória do Botafogo sobre o Atlético Nacional pela Libertadores

Estadão Conteudo

14 de abril de 2017 | 15h18

O volante Matheus Fernandes não esteve com o Botafogo na Colômbia para o duelo diante do Atlético Nacional, em Medellín, válido pela Copa Libertadores e vencido pelos cariocas por 2 a 0, nesta quinta-feira. Mas o jogador se mostrou motivado com a possibilidade de disputar a decisão da Taça Rio contra o Vasco, neste domingo, às 16 horas, no Engenhão.

"É um título. Vale tudo pra nós. Desde que cheguei no profissional encarei todos os jogos como uma final. Temos que mostrar o nosso melhor. Vai ser um jogo difícil, vamos aguardar para saber quem começa, mas tenho certeza que quem jogar vai deixar o máximo para conquistar a Taça Rio", afirmou o jogador, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Matheus Fernandes, de 18 anos, contou que ficou tenso ao assistir pela TV a partida do time botafoguense contra o Atlético Nacional. O volante aprovou a atuação da equipe carioca. "Não tive contato com quem jogou, mas fiquei muito nervoso em casa. Às vezes faço até o movimento do chute (risos). Gostei da postura do time. Temos essa marca, de entrega e superação", analisou.

Uma parte da delegação botafoguense permaneceu na Colômbia, de onde embarca - nesta sexta - para Guayaquil, no Equador, onde o time vai enfrentar o Barcelona local, na próxima quinta-feira, em jogo da terceira rodada do Grupo 1 da Libertadores. O restante do elenco volta junto com o técnico Jair Ventura para o Brasil.

O treinador do time alvinegro deverá utilizar somente alguns dos principais jogadores do elenco no clássico contra o Vasco. Mas a separação entre reservas e titulares não incomoda os demais jogadores.

"O Jair fala que temos que ganhar. Não importa o jogo. No mundo do futebol isso é muito importante. É uma final, vamos pra vencer, com força máxima. Eu considero todo mundo titular. Todos treinam com a mesma força para chegar bem nestes momentos", destacou Matheus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.