Matonense: Futura tenta suspender pena

A Futura Esportes, empresa que administra o futebol da Matonense, que disputa a Série A-2 do Campeonato Paulista, entrou nesta quinta-feira com o pedido de efeito suspensivo da pena aplicada pela Federação Paulista de Futebol (FPF) ao técnico Israel de Jesus e o time da empresa de entrar em campo.De acordo com o treinador, punido com três anos de suspensão, a esperança é de que nesta sexta-feira o efeito suspensivo seja concedido para que o elenco da Futura possa enfrentar o São Bento, no próximo domingo, pela quarta rodada. O elenco continua treinando em Matão, mas 26 jogadores estão suspensos.Caso a punição seja mantida, existe a possibilidade de W.O., uma vez que o time da empresa permaneceria suspenso, mas a liminar que a empresa concedeu na Justiça também impede que o time do presidente Oberdan Silva vá a acampo, sob risco de descumprir ordem judicial.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2005 | 19h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.