Matonense vence Corinthians: 3 a 2

Passada a euforia de parte dos torcedores com a chegada do técnico Wanderley Luxemburgo, o Corinthians mostrou neste que continua o mesmo dos últimos meses, quando chegou a ficar mais de 10 partidas sem vencer. O time da capital foi derrotado pela Matonense, por 3 a 2, em Matão, e já ocupa a penúltima colocação no Campeonato Paulista, com apenas 4 pontos.A equipe de Matão, na qual estreava o técnico Mauro Fernandes, conseguiu sua primeira vitória no campeonato, enquanto o Corinthians não vence fora da capital paulista desde 30 de abril do ano passado.O jogo melhorou no segundo tempo, quando o Corinthians, que perdia por 3 a 0, fez dois gols.No início do jogo, o Corinthians até que esboçou que seria um time ofensivo. Mas o que desenhava-se em um grande ataque acabou nas muitas falhas de marcação. Marcos Senna praticamente assistiu ao meia Ranielli tocar a bola. Desta forma, ficou fácil para a Matonense dominar a partida. Aos 13 minutos, Ranielli cobrou falta com categoria e fez 1 a 0. O Corinthians tentou não se abalar com a desvantagem e continuou buscando os gols. Mas as falhas defensivas pareciam aumentar a cada ataque da Matonense. Além da insegurança dos zagueiros Fábio Luciano e Marquinhos, que substituíam João Carlos e Scheidt, suspensos, o goleiro Gléguer não demonstrava reflexo nos momentos cruciais. Já havia chegado atrasado no gol de Ranielli. Depois, aos 33, não teve culpa no gol de cabeça de Gílson Batata, mas voltou a chegar atrasado no terceiro gol, aos 43, também de Gílson Batata. Na jogada, o zagueiro Marquinhos, vindo das categorias de base, escorregou e deixou o atacante concluir com liberdade.A torcida corintiana estava impaciente e partiu para atos de violência. Aos 38 minutos, o árbitro Wilson Seneme foi atingido na cabeça por um objeto e o jogo ficou paralisado por alguns minutos. No início do segundo tempo, alguns torcedores também cometeram excessos ao invadir o campo para tomar satisfações com os jogadores. Dirigiram-se principalmente ao zagueiro Fábio Luciano e ao volante André. Coincidência ou não, ambos foram expulsos nesta etapa. O zagueiro deixou o campo aos 25 minutos e o volante recebeu o vermelho aos 40.Se o Corinthians esteve perdido no primeiro tempo, sufocou o adversário por toda a segunda etapa. Marcos Senna e Kléber foram substituídos pelo atacante Gil e pelo meia Pereira. O Corinthians também foi beneficiado com a expulsão do lateral-direito Wilson Goiano, logo aos 6 minutos. A partir daí, até a expulsão de Fábio Luciano, o time perdeu uma seqüência de chances para marcar. O ataque corintiano melhorou com a entrada de Éwerthon no lugar de Paulo Nunes. O atacante substituído ainda não marcou gols pelo Corinthians e saiu vaiado pela torcida corintiana.Aos 28 minutos , Éwerthon diminuiu o placar, após troca de passes na área. Quatro minutos depois, Luizão fez o segundo. Mas a reação foi tardia. Mais dois jogadores foram expulsos e o jogo descambou para a violência, o que facilitou para a Matonense segurar o resultado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.