Matthaeus esnoba a força do Real Madrid

Enquanto o mundo reverencia a força e o talento dos jogadores do Real Madrid, o alemão Lothar Matthaeus, ex-jogador do Bayern de Munique e atual treinador da seleção da Hungria, alfinetou o time espanhol. "Não é nada especial", afirmou, acrescentando que o time do técnico Carlos Queiroz pode sim ser batido.Com Matthaeus como técnico, o Partizan enfrentou o Real Madrid na primeira fase da atual edição da Liga dos Campeões. Em Belgrado, houve empate por 0 a 0, enquanto que em Madri os espanhóis venceram só por 1 a 0. "Estou convencido de que o Bayern de Munique pode eliminar o Real, mas tem de jogar como equipe e marcar Zidane muito bem", afirmou o ex-jogador sobre o duelo da próxima fase da Liga dos Campeões. "O Real tem excelentes talentos individuais, mas, ao contrário dos que muitos dizem, não é tão forte como equipe. Contra o Partizan fizeram só um gol, e foi em um impedimento."O atacante Ricardo Oliveira, do Valencia, que no sábado faz o duelo dos líderes do Espanhol, no Santiago Bernabeu, também cutucou o adversário. "O Real Madrid provou que é uma boa equipe e que conta com jogadores que desequilibram, mas também tem defeitos e não é imbatível?, disse o brasileiro.Polêmicas à parte, o diretor-geral do Real Madrid, Jorge Valdano, afirmou nesta segunda-feira não ter feito proposta alguma ao capitão da Roma, o atacante Francesco Totti. "Neste momento ele não interessa ao clube", garantiu.Apesar de o Real Madrid ser o líder, o assunto na Espanha é o Barcelona, melhor do segundo turno graças ao gol fantástico de Ronaldinho Gaúcho, que os jornais do país definiram como "gol de cinema".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.