Ciro Campos/Estadão
Ciro Campos/Estadão

Mattos justifica recuo do Atlético-MG por Thiago Neves: 'Temor com integridade física'

Diretor do clube afirma que repercussão negativa pela negociação com jogador ex-Cruzeiro foi decisiva para a desistência

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2020 | 13h04

O diretor de futebol do Atlético-MG, Alexandre Mattos, revelou nesta terça-feira, durante evento em São Paulo, que o clube não avançou com a contratação do meia Thiago Neves por causa da repercussão negativa e do temor de que o reforço fosse agredido. A equipe alvinegra chegou a encaminhar com um acordo com o jogador ex-Grêmio na última segunda-feira, mas recuou diante da péssima reação com a torcida.

Por ter sido campeão e ídolo do Cruzeiro entre 2017 e 2019, Thiago Neves teve a negociação bastante criticada nas redes sociais. Mattos afirmou que foi justamente pela reação que o clube desistiu. "Nós avançamos para tentar avançar com o acordo, mas quando estava perto de concretizar, veio uma repercussão negativa. A gente recuou, agradeceu. Ele não teve um contrato assinado pelo Atlético", disse Mattos durante evento em que lançou a sua autobiografia Tudo Começa Com Um Sonho.

"Teve a oportunidade financeira ímpar para o Atlético e o desejo do Thiago, que não pensou duas vezes em aceitar a proposta. Mas todo o entorno e o temor com a integridade física nos fizeram recuar", comentou dirigente, que comentou estar em contato com o técnico Jorge Sampaoli para buscar uma nova opção para reforçar o meio-campo do time.

Mattos afirmou que o Atlético-MG tomou a atitude de cancelar a negociação por temer mais problemas com a torcida. "É melhor parar por causa do problema do que insistir por vaidade", afirmou. Segundo o dirigente, a ideia de buscar Thiago Neves surgiu de uma necessidade identificada por Sampaoli e por uma ocasião de mercado, já que o atleta estava livre no mercado depois de rescindir com o Grêmio no início deste mês. Com a janela de transferências fechada e o meia livre no mercado, o Atlético-MG decidiu ir atrás do ex-gremista.

"Toda a contratação vem de uma demanda técnica. O Sampaoli detectou a característica no Thiago Neves. Procuramos, então, atender esse pedido", disse o dirigente. A desistência do Atlético-MG foi concretizada já na última segunda-feira, motivada por grande críticas da torcida e um posicionamento contundente da principal organizada do clube, a Galoucura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.