JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Mattos manda abraço e dedica vitória do Palmeiras a Oswaldo

Dirigente agradece ex-treinador e justifica demissão: 'Ajustes'

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

15 de junho de 2015 | 07h33

O diretor de futebol, Alexandre Mattos, falou pela primeira vez após a demissão do técnico Oswaldo de Oliveira. O dirigente dedicou a vitória de virada do Palmeiras por 2 a 1 sobre o ao ex-treinador do clube e explicou que sua saída foi para fazer alguns ajustes na reformulação da equipe.

"Um grande abraço ao Oswaldo. Não tenho dúvida que essa vitória é para ele também", disse o dirigente. "São ajustes que acontecem (a demissão do treinador). Durante o percurso, ajustes acontecem. O Oswaldo é um grande treinador, grande homem. Foi muito importante a participação dele em tudo, mas entendemos, até em conjunto, que as coisas precisavam de novos ares neste momento", completou.

O dirigente admitiu que tem sua parcela de culpa na demissão de Oswaldo. "Quando se tem uma troca no comando técnico é um erro de todos. Assumo a parte do diretor também. Quem tem que ser blindado é o presidente, esse é o grande herói que vem mudando o Palmeiras. Temos que blindá-lo, pois ele não tem essa responsabilidade. O presidente vai levantar títulos. Fica aqui o carinho, o respeito ao profissional, que é vitorioso e vai encontrar um caminho".

Em relação ao acerto com Marcelo Oliveira, Mattos admitiu que o acordo está próximo, mas pediu paciência para a torcida. "Falta pouco, mas precisamos assinar. Caso o nome que a gente está trabalhando não dê certo, vamos conversar com outros nomes", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.