JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Mattos está na Espanha para ouvir propostas por Jesus e buscar reforços

Dirigente chegou na Espanha na quarta-feira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2016 | 15h40

O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, chegou nesta quarta-feira na Espanha, onde passará alguns dias para tentar definir a situação do atacante Gabriel Jesus e também buscar os reforços pedidos pelo técnico Cuca.

O dirigente viajaria com o empresário André Cury, representante do Barcelona no Brasil, mas o agente acabou permanecendo no Brasil. Segundo pessoas ligadas ao clube catalão, não há nenhuma reunião agendada com o palmeirense. Além do Barça, o Real Madrid (dentre outros clubes europeus) também já manifestou interesse no atacante de 19 anos e que na segunda-feira se apresentará à seleção brasileira que disputará a Olimpíada no Rio de Janeiro. 

Há cerca de um mês, o diretor de futebol do Barcelona, Raúl Sanllehí esteve no Brasil e chegou a assistir a um jogo no Allianz Parque, no camarote do Palmeiras, a convite de Mattos. Os dirigentes, inclusive, almoçaram juntos e, dentre outros assuntos, falaram sobre Gabriel Jesus.

O empresário de Gabriel, Cristiano Simões, não viajou. “O Mattos me falou que iria para a Europa, mas não estou sabendo de nada sobre o Gabriel”, desconversou.

O Barcelona não pretende levar o garoto neste momento, mas quer deixar a negociação bem encaminhada para que ele vá embora no fim do ano ou no meio do ano que vem. Quanto ao Real Madrid, o time merengue já entrou em contato com representantes do jogador, mas também não querem levar o garoto neste momento.

Mattos pretende aproveitar a viagem para a Europa e fazer alguns contatos para tentar alguma contratação. O técnico Cuca voltou a pedir, após o jogo com o Santos, por novos jogadores, principalmente no meio de campo e no ataque.

Em relação a Gabriel Jesus, a multa dele é de 40 milhões de euros (R$ 153,9 milhões) e cinco equipes podem pagar apenas 24 milhões de euros (R$ 92,3 milhões) para levá-lo, casos de Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique, PSG e Manchester United.

Vale lembrar que recentemente, os direitos econômicos do atacante sofreram alteração. O Estado apurou que Gabriel Jesus passou a ser dono de 25% de seus direitos (antes tinha 15%). O empresário Cristiano Simões passou de 32,5% a 22,5%, mesma porcentagem de Fabio Caran, outro agente. O Palmeiras permanece com 30%.

 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.