Sergei Ilnitsky/EFE
Sergei Ilnitsky/EFE

Matuidi nega vantagem da França em final por Croácia ter disputado 3 prorrogações

Ao contrário dos croatas, franceses passaram por seus rivais no mata-mata após o tempo normal

Estadão Conteúdo

13 Julho 2018 | 20h14

O volante Blaise Matuidi afirmou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva concedida em Istra, na Rússia, que não vê a França com uma vantagem física sobre a Croácia para a final da Copa do Mundo, no domingo, às 12 horas (de Brasília), em Moscou, pelo fato de a seleção croata ter disputado três prorrogações nas três fases anteriores da competição na Rússia.

+ Mbappé e Modric lutam pelos prêmios de melhor da Copa e do mundo

+ Griezmann ironiza provocação de Courtois e diz que troca Bola de Ouro por título

"Os croatas jogaram três tempos extras. Mas não acho que isso seja uma desvantagem para eles. E não estamos dizendo que eles estão cansados e que isso facilitará as coisas para nós", afirmou o jogador.

Matuidi ainda elogiou a condição física exibida pela Croácia na semifinal do Mundial, na última quarta-feira, em Moscou, onde derrotou a Inglaterra por 2 a 1, de virada, com um gol marcado por Mandzukic no segundo tempo da prorrogação.

"Eu não acho que (a questão física) seja um fator. Vimos no último jogo que eles (croatas) terminaram como os mais fortes das duas seleções. Eles não pareciam uma equipe com jogadores que estavam jogando tempo extra pela terceira vez consecutiva. Surpreendentemente, eles pareciam que estavam jogando o seu primeiro jogo", ressaltou o meio-campista francês.

 

O volante ainda lembrou que há vários jogadores com "muita experiência" na seleção croata, que consequentemente sabem administrar a condição física. "Será um jogo em que eles estarão prontos para jogar e eu não acho que o tempo extra ou as penalidades têm sido ou será uma desvantagem para eles para a decisão", reforçou.

A França passou por todas as fases eliminatórias desta Copa sem precisar jogar prorrogações para avançar, enquanto a Croácia empatou por 1 a 1 com a Dinamarca nas oitavas e por 2 a 2 com a Rússia nas quartas, antes de superar os ingleses por 2 a 1 nas semifinais. Nestes dois primeiros confrontos, os croatas só foram triunfar na disputa de penalidades.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.