Pilar Olivares / Reuters
Pilar Olivares / Reuters

Maurício Barbieri espera acertar o Flamengo após clássico contra o Vasco

Técnico enfatiza fato do Corinthians ter permanecido fechado na defesa para a falta de força ofensiva do time rubro-negro

Estadão Conteúdo

13 Setembro 2018 | 08h30

Após o empate frustrante do Flamengo com o Corinthians por 0 a 0, nesta quarta-feira, no Maracanã outra vez lotado, o técnico Maurício Barbieri admitiu que o seu time tem problemas para acertar, mas avisou que isso só será possível após o clássico contra o Vasco, sábado, em Brasília, no Mané Garrincha, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Temos questões a ser solucionadas, porém, não podemos fazer nada agora. Depois do clássico nós vamos ter uma semana de trabalho, daí eu acredito que possamos acertar estes detalhes para melhorar o rendimento do time bem como criar alternativas que possamos utilizar dentro de certas condições de jogo", explicou.

Barbieri enfatizou o fato de o Corinthians não ter aberto mão do estilo de jogo defensivo e admitiu que, outra vez, os seus jogadores tiveram dificuldades para superar a marcação adversária. "São características do jogo. Se eles viessem, como outros grandes clubes, um pouco mais abertos a gente poderia ter mais força ofensiva", lamentou.

Mas segue com esperança de vitória no segundo jogo, em São Paulo, o que aconteceu há duas semanas nas oitavas de final da Copa Libertadores, quando o Flamengo venceu o Cruzeiro por 1 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte. O time carioca, porém, acabou eliminado pelo saldo de gols por ter sido derrotado, no Maracanã, por 2 a 0. "Este fato nos dá força para planejar ganhar fora, mesmo reconhecendo a força do Corinthians ao lado de sua torcida", emendou.

Desta vez, diferentemente, até o empate pode servir, pois a definição da vaga na final se daria nas cobranças de pênaltis. O segundo jogo está marcado para 26 de setembro, na Arena Corinthians.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.