Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Maurício Pochettino anuncia volta de Neymar após 10 jogos desfalcando o PSG

Astro estará em campo contra o Lille, pelo Campeonato Francês, e contra o Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões

Redação, Estadão Conteúdo

02 de abril de 2021 | 11h02

Maurício Pochettino conta com Neymar paras as "decisões" que o Paris Saint-Germain tem nos próximos dias. Após perder o brasileiro por 10 jogos, o treinador festejou a recuperação antes dos confrontos com o vice-líder Lille, pelo Campeonato Francês, neste sábado, e contra o Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões, quarta-feira, na Alemanha.

Neymar sofreu uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda em jogo diante do Caen, pele Francês, dia 10 de fevereiro. Desde então o clube vem dizendo que a recuperação encaminhava bem e o brasileiro voltaria em breve.

Porém, a ausência de estendeu bem mais que o previsto. O brasileiro finalmente está à disposição e vai encarar o Lille, rival com o qual o PSG divide a ponta do campeonato local, ambos com 63 pontos. O retorno neste sábado não será apenas para a equipe defender a manutenção da liderança, como também vai servir para dar ritmo ao brasileiro.

"A pausa internacional foi boa para Neymar. Ele treinou em um nível muito bom, se comprometeu e elevou o nível de jogo. Agora ele tem que jogar de forma competitiva, mas estamos muito felizes com o que ele fez durante esse intervalo (sem jogos dos clubes)", afirmou Pochettino. "Ele aumentou o ritmo de jogo e claro que agora precisa jogar."

Dia desses, Neymar bateu boca com um seguidor nas redes sociais que o acusou de estar sempre machucado nas decisões. O brasileiro ironizou, dizendo que "nunca decide jogos". Com duas partidas decisivas no intervalo de cinco dias, volta justamente para mostrar que sabe disputar os jogos grandes.

"Não muda nada (a mentalidade do PSG com Neymar em campo). Já existe a responsabilidade de vencer todos os jogos quando você está no PSG. Não existe mais. Em cada jogo, temos de vencê-lo, ter a mentalidade para vencer e ser os melhores em campo", enfatizou Pochettino, tirando o peso das costas do brasileiro e repassando a todo o grupo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.