Maurício volta ao gol do Corinthians

Maurício está de volta ao gol do Corinthians. Afastado da equipe desde a derrota do time para o América-MG por 2 a 0, dia 19 de outubro, na despedida da equipe paulista na Copa João Havelange, o goleiro foi confirmado hoje pelo técnico Wanderley Luxemburgo na partida contra o São Caetano, amanhã, em São Caetano do Sul. O treinador optou pela escalação de Maurício, porque não ficou satisfeito com as últimas atuações de Gleguer, contratado do Guarani, por indicação do ex-técnico do time, Dario Pereyra. Gleguer havia atuado em seis partidas e sofrido 14 gols. Maurício disse ter ficado surpreso e emocionado ao saber que o treinador havia confirmado sua escalação. O goleiro disse que nunca havia perdido a esperança de recuperar a posição. Por isso, mesmo com a contratação de Gleguer, ele preferiu continuar no Parque São Jorge. "Agradeço a confiança do treinador, e espero corresponder a oportunidade que estou ganhando", disse o goleiro, que havia trabalhado com Luxemburgo em 1998, na primeira passagem do treinador pelo clube. Outra novidade do Corinthians sábado, em São Caetano, pode ser a escalação de Pereira, que estava esquecido no time. Contra a Matonense, ele entrou no intervalo, no lugar de Marcos Senna. O treinador gostou da atuação do jogador, e hoje o manteve na equipe principal durante o coletivo. No final, Luxemburgo disse que ficou satisfeito com o futebol de Pereira, e admitiu sua escalação na partida contra o São Caetano. Contratado do Colo Colo, do Chile, nos tempos do técnico Oswaldo Alvares, o Vadão, Pereira ficou praticamente fora dos planos dos técnicos Candinho e Vadão. Mas a situação do treinador para escalar o time não é boa. Ele não poderá contar com Marcelinho, André Luís e Fábio Luciano, que estão suspensos. Os atacantes Luizão e Paulo Nunes não treinaram nos dois últimos dias, porque se recuperam de contusões. Luxemburgo espera que os dois possam jogar sábado. Caso contrário, ele terá de optar pela dupla Gil e Éwerthon. Em fase de recuperação da cirurgia no joelho e tendão-de-aquiles, Luxemburgo está livre do gesso, mas ainda caminha com dificuldade. Mesmo assim, o treinador acompanhou o treino da lateral do campo e pode orientar melhor seus jogadores. Luxemburgo gritou muito com a equipe, e em alguns momentos mandou repetir as jogadas. O técnico espera definir amanhã o time para enfrentar o São Caetano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.