Mark Sutton/ AP
Mark Sutton/ AP

Verstappen defende que vai andar 'muito próximo' do campeão Lewis a partir de Barcelona

Piloto holandês conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1 justamente no circuito de Montmeló

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2021 | 12h07

Max Verstappen retorna ao palco onde conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1. No GP da Espanha, que será realizado neste fim de semana, o piloto holandês projeta disputa parelha com a Mercedes pela vitória e espera extrair o máximo do carro da Red Bull, além de conquistar novos aprendizados para as 19 corridas restantes da temporada. Ele acredita numa disputa mais acirrada contra Lewis Hamilton a partir desta etapa.

O vice-líder do Mundial de Pilotos chegou à categoria máxima do automobilismo em 2015, com apenas 17 anos, pilotando na Toro Rosso (atual, AlphaTauri). Após boa temporada de estreia, seguiu na escuderia ena edição de 2016, mas logo foi convocado a assumir posto na equipe principal do grupo Red Bull. Sua estreia no cockpit do time austríaco foi no circuito de Montmeló, na Espanha, onde conquistou sua primeira vitória, caindo nas graças dos fãs de automobilismo.

Em 2016, Max terminou o campeonato na quinta posição e, desde então, vem progredindo e alcançando melhores colocações nas pistas. Já é um piloto referência na F-1. Em 2019 e 2020, ficou com o terceiro lugar e nesta temporada ele promete brigar metro a metro pela vitória com o heptacampeão Lewis Hamilton. Para chegar nestas condições, o piloto holandês reforça o trabalho incansável e relembra como foi sua primeira vez no lugar mais alto do pódio.

"As pessoas pensam que vencer é fácil, mas você tem de trabalhar duro para isso. Como todos os jovens pilotos, passei muito tempo fora de casa. Meu pai me ajudou e me preparou bem, mas não há garantias de que você chegará à Fórmula 1 e muito menos de vencer na categoria. Como família, esse sempre foi o objetivo. Foi um dia incrível aquela corrida. Eu nunca vou esquecer daquele dia", revelou o piloto da Red Bull, cujos pais também tiveram suas carreiras no automobilismo. Sua mãe, Sophie-Marie Kumpen, foi campeã no kart, enquanto o pai, Jos Verstappen, pilotou na Fórmula 1 na década de 1990.

"Guardarei sempre memórias especiais de Barcelona", continuou Verstappen. "A primeira vitória sempre é muito emocionante, especialmente quando é uma surpresa para todos. Não fico emocionado com tanta frequência, mas naquele dia eu tinha lágrimas nos olhos, assim como meu pai", revelou.

Sobre a disputa com as Mercedes, o piloto da Red Bull ressaltou que a definição do vencedor na Catalunha sairá de quem escolher o melhor ajuste para o carro e a melhor estratégia para classificação e corrida. "Voltaremos a andar próximos e só depende de quem encontrar os melhores ajustes. Barcelona é um circuito que conhecemos muito bem. Estamos em uma corrida de desenvolvimento com a Mercedes e precisamos garantir que manteremos esse nível pelo resto da temporada. Mesmo se vencermos, há muitas coisas que podemos aprender", pontuou.

Distante apenas oito pontos do líder Lewis Hamilton, Verstappen pode assumir a ponta do campeonato no GP da Espanha. Os treinos livres começam nesta sexta-feira, às 6h30 de Brasília. No mesmo dia, às 10h, acontece o segundo treino livre; o terceiro está agendado para sábado, às 7h. Mais tarde, às 10h, os pilotos vão acelerar em busca da pole position. A corrida será no domingo, às 10h, na Band.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.