Maxwell festeja chance de o PSG reagir na Liga dos Campeões

Equipe perdeu para o Montpellier por 3 a 0 no último sábado

Estadão Conteúdo

05 de dezembro de 2016 | 16h40

Com o objetivo de assegurar a liderança do Grupo A da Liga dos Campeões, o Paris Saint-Germain enfrenta o Ludogorets, da Bulgária, nesta terça-feira, às 17h45 (de Brasília), em casa, pela rodada final da chave. Com 11 pontos e na frente do vice-líder Arsenal apenas nos critérios de desempate, o time francês precisa vencer para garantir o topo sem depender do resultado da partida entre o eliminado Basel e a equipe inglesa, também nesta terça, na Suíça.

Nesta segunda-feira, o lateral brasileiro Maxwell deu entrevista coletiva e comemorou a chance que o PSG terá de se redimir da surpreendente derrota por 3 a 0 sofrida diante do Montpellier, fora de casa, no último sábado, em resultado que fez a sua equipe terminar a 16ª rodada do Campeonato Francês na terceira posição, quatro pontos atrás do líder Nice.

"Foi uma derrota dura. Nós sempre jogamos com a exigência da vitória, mas continuamente conseguimos responder bem após uma derrota. Nós sempre mostramos personalidade para reagir e sair de situações difíceis. Felizmente, jogamos a cada três dias, assim temos a oportunidade de jogar e esquecer esta derrota. A partida de terça-feira é uma boa oportunidade para conseguir isso", ressaltou Maxwell, que disse esperar por um jogo complicado mesmo com o fato de o Ludogorets, com apenas dois pontos em cinco partidas, já estar eliminado da Liga dos Campeões.

"Temos consciência de que também será difícil na terça-feira. Estamos concentrados para terminar bem esta fase de grupos. É importante para nós disputar esta última partida em casa, para terminar em primeiro lugar", projetou.

Caso assegure a liderança, o PSG terá a vantagem de jogar em Paris o confronto de volta das oitavas de final, cujo rival será definido por meio de sorteio. E Maxwell confia que o seu time dará uma boa resposta aos seus torcedores nesta terça, após a decepcionante derrota do último sábado.

"Nós também passamos por momentos difíceis em temporadas anteriores e sempre demonstramos uma personalidade vencedora. Esta é a exigência do clube. Queremos ganhar todos os jogos e honrar a camisa do Paris Saint-Germain. Às vezes as coisas não saem como desejamos, mas devemos aceitá-las e continuar trabalhando. O grupo está otimista. A derrota nos fez mal, mas vamos reagir bem, como de costume", aposta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.