Franck Fite/AFP
Franck Fite/AFP

Mbappé e Di María decidem, PSG bate Rennes de virada e leva a Supercopa da França

Suspenso por agredir um torcedor na final da Copa da França, Neymar assistiu ao jogo da tribuna do estádio em Shenzhen, na China

Redação, Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2019 | 11h30

Sem Neymar, suspenso, o francês Mbappé e o argentino Di María assumiram o protagonismo e decidiram a favor do Paris Saint-Germain neste sábado. A dupla marcou os dois gols e comandaram a vitória de virada por 2 a 1 sobre o Rennes que garantiu o título da Supercopa da França.

Suspenso por agredir um torcedor após sua equipe perder a final da Copa da França para o mesmo Rennes, em maio, Neymar assistiu ao jogo da tribuna do estádio em Shenzhen, na China. O astro brasileiro, que segue com seu futuro indefinido, não se empolgou muito com o título, o sétimo seguido do torneio conquistado pelo Paris Saint-Germain.

Ao todo, a equipe de Paris tem, agora, nove conquistas da Supercopa da França, e se tornou o maior vencedor da história da competição, superando o Lyon, que tem oito taças.

O time do técnico alemão Thomas Tuchel, que escalou boa parte de seus titulares, encarando com seriedade a partida, não fez um bom primeiro tempo e foi surpreendido pelo Rennes, que abriu o placar aos 13 minutos com o volante Adrien Hunou. Ele apareceu sozinho para escorar cruzamento de primeira e deixar sua equipe em vantagem.

Thiago Silva começou o jogo no banco e Marquinhos, como titular. O defensor brasileiro foi escalado de volante e teve papel fundamental no triunfo de virada. Foi dele o bonito lançamento em profundidade para o meia espanhol Pablo Sarabia, contratado para esta temporada, encontrar Mbappé livre na pequena área. O atacante francês, sem marcação, empurrou para o gol e empatou a partida aos 11 minutos do segundo tempo.

Acionado da etapa final depois de começar o jogo entre os suplentes, Di María resolveu o jogo para o PSG. Com Cavani apagado, coube ao meia argentino marcar o gol da virada do time. Ele saiu em linda cobrança de falta que encontrou o ângulo esquerdo aos 28 minutos. No tempo restante, a equipe parisiense administrou a vantagem sem problemas até o apito final.

Ainda sem saber se contará ou não com Neymar, o PSG estreia no Campeonato Francês contra o Nîmes, no dia 12 de agosto, domingo, no Parque dos Príncipes. O time de Paris é o atual bicampeão nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.