Christian Hartmann/Reuters
Christian Hartmann/Reuters

Exames revelam entorse no tornozelo direito e Mbappé será reavaliado

Atacante do PSG se machucou após forte entrada que sofreu durante final da Copa da França nesta sexta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

25 de julho de 2020 | 09h44

O Paris Saint-Germain comunicou na manhã deste sábado que, após passar por exames detalhados, Kylian Mbappé teve um entorse no tornozelo direito, mas, a principio, não apresenta fratura ou rompimento dos ligamentos. A lesão é consequência de uma forte entrada que o jogador recebeu na final da Copa da França, diante do Saint-Étienne, disputada nesta sexta e que terminou com vitória e título da equipe parisiense.

O PSG informou que exames constataram entorse no tornozelo direito com "lesão significativa do compartimento lateral externo" e afirmou que o atacante francês vai passar por uma nova avaliação médica em 72 horas do ponto de vista clínico e de imagem.

O problema no tornozelo praticamente descarta a presença de Mbappé na final da Copa da Liga Francesa, na próxima sexta-feira, contra o Lyon. Ainda não é certo se ele terá condições de jogar a reta final da Liga dos Campeões. O duelo contra o Atalanta, pelas quartas de final, está marcado para o dia 12 de agosto, em Lisboa. Assim, ele tem quase três semanas para se recuperar.

Mais cedo, antes de o diagnóstico ser revelado, o Saint-Étienne desejou, em suas redes sociais, que o atacante francês se recupere rápido. O clube falou em nome do zagueiro Loic Perrin, autor da falta que causou a lesão em Mbappé, que, por sua vez, respondeu com um cumprimento.

"Loic Perrin, Saint-Étienne e o futebol francês esperam vê-lo de volta aos campos o mais cedo possível", escreveu o clube nas redes sociais. Após o lance, o zagueiro, que era capitão da equipe e fazia o último jogo de sua carreira, foi expulso com o auxílio do VAR e teve uma despedida triste dos gramados.

Mbappé foi substituído no primeiro tempo, logo após sofrer a forte entrada em seu tornozelo. Depois do apito final, ele reapareceu no gramado de muletas para festejar o título com seus companheiros.

E em um breve diálogo com o presidente da França, Emmanuel Macron, captado pela transmissão da partida, depois de receber a medalha, o atacante francês pareceu preocupado com a lesão, mas se mostrou esperançoso de que não haveria fratura no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.