AFP
AFP

Mbappé trava renovação de contrato e vira preocupação para a diretoria do PSG

Segundo jornal francês, jogador disse a pessoas do clube que não vai renovar o vínculo e deve respirar novos ares a partir de 2022

Redação, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2021 | 19h24

Vilão na eliminação da França ao perder o pênalti que custou a vaga da seleção de seu país para as quartas de final da Eurocopa, o atacante Mbappé pode estar de saída do Paris Sain-Germain. O parceiro de Neymar definiria a sua situação logo após a disputa do principal torneio europeu, mas de acordo com o jornal L'Equipe, ele já adiantou a pessoas do próprio clube que não pretende seguir jogando na França.

O contrato de Mbappé termina somente em junho do ano que vem e, a partir de janeiro de 2022, ele pode estar liberado para assinar com outra equipe. Essa possibilidade já preocupa o PSG.

Irritado com críticas recentes, o atacante disse em abril estar cansado de atuar na França e também defender a seleção de seu país. Jogando em outro centro, ele disse acreditar que as cobranças seriam menores por parte da imprensa.

Diante do clima tenso, NasserAl-Khelaifi resolveu tomar as rédeas do assunto para controlar a situação. “Vou deixar claro, o Kylian vai ficar com o PSG. Nunca vamos vendêlo e ele nunca vai sair de graça. Nunca dou detalhes à mídia sobre negociações em andamento. O que posso dizer é que está progredindo bem (a negociação). Espero que encontremos um terreno comum. É Paris, é o país dele”, afirmou o dirigente ao L'Equipe.

Revelado pelo Monaco, o PSG investiu 180 milhões de euros para contratar o atleta. Diante do projeto que o clube tem de se tornar um gigante na Europa, a saída de um dos seus principais nomes teria um impacto negativo muito grande para as pretensões do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.