AFP
AFP

PSG coloca Mbappé no avião para Manchester e faz de tudo para ter atacante contra o City

Parceiro de Neymar tem lesão na panturrilha direita e pode desfalcar equipe francesa diante do Manchester City, de Guardiola, no jogo de volta da semifinal da Champions League

Redação, O Estado de S. Paulo

03 de maio de 2021 | 12h01

O atacante francês Mbappé viajou na manhã desta segunda-feira com a delegação do Paris Saint-Germain para enfrentar o Manchester City no jogo de volta das semifinais da Liga dos Campeões. Por causa de uma lesão na panturrilha direita, Mbappé não participou da vitória do PSG sobre o Lens por 2 a 1, no sábado, pelo Campeonato Francês. O atacante francês, parceiro ideal de Neymar no ataque do time, ainda é dúvida para o confronto em Manchester. 

Em vídeo publicado pelo jornal Le Parisien, o craque aparece mancando ainda no embarque da França rumo à Inglaterra. A partida será nesta terça-feira a partir de 16h (de Brasília). Mbappé é figura central na tentativa de recuperação do PSG dentro da competição. Na ida, os ingleses venceram por 2 a 1, o que obriga a equipe de Paris a vencer por dois gols de diferença.

Uma eventual ausência de Mbappé aumenta a pressão sobre Neymar. Os dois são responsáveis por 81% dos gols do PSG na temporada. Para substituit Mbappé, o técnico Maurício Pochettino tem duas opções ofensivas: os italianos Icardi e Kean. Ainda não se decidiu, pelo menos publicamente.

Em sua 8ª participação pelo torneio europeu desde a edição 2013/14, Neymar persegue o título que ainda não conquistou depois que se mudou para Paris, trocando o Barcelona, onde foi campoeão da Champions League ao lado de Messi, por Paris. No ano passado, ele chegou ao vice-campeonato, perdendo a final para o Bayern de Munique. "Eu vou dar o melhor de mim e vou fazer de tudo para virar esse jogo mesmo que tenha de morrer em campo", disparou o camisa 10 do PSG ao canal oficial do time francês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.