AE
AE

Meazza salva Itália nas quartas e se torna o craque da Copa de 1934

Jogador fez o importante gol na primeira partida desempate na história dos mundiais diante da Espanha

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

11 Maio 2018 | 03h00

Para muitos críticos, Giuseppe Meazza foi o maior jogador italiano de todos os tempos. Bicampeão mundial, foi o melhor jogador da Copa de 1934 e o capitão da Azzurra em 1938. No primeiro título da Itália, foi decisivo, principalmente nas quartas de final diante da Espanha. Naquela oportunidade, ele anotou o gol da vitória por 1 a 0 no jogo de desempate, que aconteceu no dia seguinte ao empate por 1 a 1. 

Confira a página especial sobre a Copa do Mundo de 2018

INFOGRÁFICO - Brasil, a camisa mais pesada do futebol mundial

ESPECIAL - 15 anos do Penta, nossa última conquista

O gol salvador saiu em uma cabeçada indefensável para o goleiro Joan Josep Nogués, em lance com uma boa dose de malandragem. Meazza se apoiou em um companheiro para subir mais do que os adversários e cabecear. Vale lembrar que ele havia deixado o campo carregado na véspera, devido ao desgaste por atuar 120 minutos. 

Meazza marcou mais um gol naquele Copa, foi logo na estreia diante dos Estados Unidos, na goleada por 7 a 1. Depois de passar pela Espanha, os italianos eliminaram a Áustria na semifinal por 1 a 0 e superaram a Checoslováquia por 2 a 1, na decisão.

Além do sucesso na seleção, Meazza ainda foi ídolo em equipes rivais pelas quais atuou como Internazionale, Milan e Juventus.

Fora de campo era polêmico. Boêmio, gostava de ir a bordéis horas antes de partidas importantes. O estádio de San Siro, em Milão, leva seu nome desde a sua morte em 1979.

CAMPANHA DA ITÁLIA

Itália 7 x 1 Estados Unidos

Itália 1 x 1 Espanha (1 a 0 para a Itália no jogo extra)

Itália 1 x 0 Áustria

Itália 1 x 1 Checoslováquia (1 a 0 para Itália na prorrogação)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.