Mailson Santana/Fluminense FC
Mailson Santana/Fluminense FC

'Medalhões' decidem e Boavista bate reservas do Fluminense na estreia do Carioca

Gols de Leandrão e Erick Flores, este duas vezes, definem vitória para time de Saquarema, por 3 a 1

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

17 Janeiro 2018 | 18h38

A experiência do Boavista foi superior à juventude do Fluminense e o time de Saquarema largou com vitória no Campeonato Carioca. Nesta quarta-feira, os "rodados" Leandrão, ex-Vasco e Botafogo, e Erick Flores, ex-Flamengo, duas vezes, fizeram os gols do triunfo em casa por 3 a 1 diante dos reservas tricolores, que marcaram com Caio.

+ TEMPO REAL - Boavista 3 x 1 Fluminense

+ Fluminense anuncia contratação do volante Airton por uma temporada

Abel Braga levou uma escalação alternativa a campo, uma vez que quase todos os titulares entraram em campo na segunda-feira pela Florida Cup. Apesar da derrota, os garotos do Fluminense mostraram pontos positivos, como a capacidade de deter a posse de bola. Mas na base da experiência, o Boavista foi mais perigoso quando atacou e, em dia inspirado de Leandrão e Erick Flores, chegou à vitória.

Recheado de "medalhões", o Boavista larga em vantagem no Grupo C, já que foi o único da chave que venceu na primeira rodada, enquanto o Fluminense tenta encontrar formas de se restabelecer após a perda de nomes como Diego Cavalieri, Henrique, Wendel e Gustavo Scarpa - Henrique Dourado ainda pode sair.

O time tricolor volta a campo no sábado, já para um clássico no Maracanã, diante do Botafogo, que empatou com a Portuguesa na estreia do Carioca. Já o Boavista tenta seguir com o bom início diante do Macaé, novamente em Saquerema, no mesmo dia.

O JOGO

O Fluminense começou bastante superior, com bastante volume de jogo, e criou boa chance aos cinco minutos, quando Robinho fez boa jogada e cruzou para Romarinho, mas Rafael defendeu. O mesmo Romarinho perdeu grande oportunidade aos 14, quando recebeu ótima enfiada de Marlon Freitas, invadiu a área sozinho e finalizou cruzado para fora.

Mas bastou um cochilo dos garotos tricolores para o Boavista sair na frente. Aos 19 minutos, Erick Flores aproveitou sobra pela esquerda e deu ótimo passe para Julio Cesar. O lateral invadiu a área e encontrou no meio o atacante Leandrão, que desviou de carrinho para a rede.

O gol não abalou o Fluminense, que voltou a atacar e buscou o empate apenas nove minutos depois. Dudu recebeu lançamento longo de Marlon Freitas e cruzou para a área. Pedro emendou lindo voleio, Rafael fez grande defesa, mas, no rebote, Caio marcou.

O time tricolor seguiu em cima, mas falhava no último passe. O Boavista, por sua vez, chegava menos, mas era bem mais perigoso. Aos 36, Gustavo Geladeira cobrou falta pela direita, a bola desviou de leve na barreira e quase morreu no ângulo esquerdo.

Na volta para o segundo tempo, os mandantes forçaram o ritmo e não demoraram para recuperar a vantagem. Logo aos 10 minutos, Leandrão recebeu com liberdade pela direita e cruzou para a área. Erick Flores aproveitou cochilo de Dudu, dominou e tocou na saída de Júlio César.

Dando muito trabalho para a defesa adversária, Leandrão voltou a levar perigo aos 13 minutos, quando foi lançado e tentou por cobertura na saída do goleiro, mas exagerou na força. O Fluminense se abria e era todo ataque para buscar o empate, mas o Boavista assustava a cada contragolpe.

Este seguiu sendo o cenário da partida. Se o Fluminense residia no campo ofensivo, o Boavista apostava em um contra-ataque para matar a partida. E ele veio aos 38 minutos, quando Cláudio Maradona foi lançado em velocidade e caiu ao sentir o contato de Evanilson. O árbitro marcou pênalti, que Erick Flores cobrou com categoria para definir o triunfo. Nos acréscimos, Caio ainda foi expulso após falta para matar contragolpe dos donos da casa.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA 3 X 1 FLUMINENSE

BOAVISTA - Rafael; Thiago Silva (Thiaguinho), Gustavo Geladeira, Kadu e Julio Cesar; Douglas Pedroso (Elivelton), Willian Maranhão, Erick Flores e Marquinho (Lucas Perdomo); Caio Cézar (Tartá) e Leandrão (Cláudio Maradona). Técnico: Eduardo Allax.

FLUMINENSE - Júlio César; Dudu (Evanilson), Frazan, Reginaldo e Ayrton; Marlon Freitas, Luiz Fernando (Ramon) e Caio; Romarinho (Lucas Fernandes), Robinho (Patrick Luan) e Pedro. Técnico: Abel Braga.

GOLS - Leandrão, aos 19, e Caio, aos 28 minutos do primeiro tempo. Erick Flores, aos 10 e (pênalti) aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Frazan, Evanilson (Fluminense).

CARTÃO VERMELHO - Caio (Fluminense).

RENDA - R$ 41.540,00.

PÚBLICO - 1.653 pagantes (1.953 presentes).

LOCAL - Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema, (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.