Divulgação<br>
Divulgação

Medeiros e Piffero vão ao segundo turno presidencial no Inter

Depois de uma primeira parte só com votos de conselheiros, eleição agora passa a ser aberta para todos os sócios do clube gaúcho

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2014 | 09h25

Uma votação realizada na noite de segunda-feira pelos membros do Conselho Deliberativo do Internacional determinou os candidatos que vão disputar o segundo turno da eleição presidencial do clube. As chapas encabeçadas por Marcelo Medeiros e Vitorio Piffero conquistaram mais votos e agora disputarão o cargo.

O primeiro turno da eleição presidencial do Inter contou apenas com a participação dos conselheiros. Na segunda fase, porém, o processo será diferente. Todos os sócios do clube terão direito a votar para escolher o presidente do Inter para os anos 2015 e 2016. Além disso, eles também votarão para a renovação de 150 membros do Conselho Deliberativo.

Na noite de segunda-feira, 295 dos 344 conselheiros aptos a votar participaram da eleição. Vitorio Piffero liderou o pleito ao receber 167 votos, seguido por Marcelo Medeiros, que recebeu 91 e também se garantiu no segundo turno. Roberto Siegmann teve apenas 29 apoios. A eleição também teve cinco votos em branco e três nulos.

Marcelo Medeiros é o candidato da situação do Inter, que atualmente tem Giovanni Luigi como seu presidente. O dirigente foi diretor de futebol e agora é o atual vice-presidente de futebol do clube gaúcho.

Vitorio Piffero, por sua vez, presidiu o Inter entre 2007 e 2010, antes de Luigi, e conquistou alguns dos principais títulos da história recente do clube, como a Recopa Sul-Americana de 2007, a Copa Sul-Americana de 2008 e a Copa Libertadores de 2010.

O segundo turno da eleição presidencial do Inter está marcada para o dia 13 de dezembro, no Gigantinho, mas os sócios também podem se inscrever para votar pela internet. O clube gaúcho sonha em superar a marca do Barcelona, que em 2010 teve a participação de 57.088 sócios em sua eleição presidencial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.