Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Médico da seleção afirma que Coutinho está quase fora contra Japão

Meia se apresenta com um problema muscular na coxa, mas não será cortado

Andrei Netto, Estadão Conteúdo

06 Novembro 2017 | 17h46

O meia Philippe Coutinho, do Liverpool, está praticamente fora do amistoso da seleção brasileira contra o Japão, nesta sexta-feira, em Lille, no norte da França. Com uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda, o brasileiro cobiçado por Barcelona, Real Madrid e Paris Saint-Germain entrou em fase final de recuperação, mas ainda não deve ter condições de jogo, segundo o médico da equipe, Rodrigo Lasmar. Mesmo assim, não será cortado da delegação porque tem boas chances de estar em campo contra a Inglaterra, na terça da semana que vem, em Londres.

+ Seleção faz primeiro treino em Paris para amistoso com Japão

Rodrigo Lasmar concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira, em Paris, logo após o fim do primeiro treino da equipe no estádio de Charlety, onde a atividade foi comandada pelo técnico Tite. Entre os atletas que se recuperam de lesão, Philippe Coutinho foi poupado e fez exercícios na beira do campo. "Nós sabíamos que Coutinho não estaria em plenas condições, mas optamos por fazer a recuperação final conosco", informou o médico. "Existe uma probabilidade remota de que ele tenha condições de participar no primeiro jogo. Mas estamos trabalhando para que ele esteja à disposição para o segundo jogo".

Ainda segundo o médico, Philippe Coutinho vai ser avaliado antes do confronto contra o Japão para verificar se o meia poderia eventualmente ter condições de ficar no banco de reservas e eventualmente entrar alguns minutos. "Mas é uma chance pequena. O nosso foco era recuperá-lo e bem para o segundo jogo", ponderou Rodrigo Lasmar, que realizou trabalhos específicos com o jogador, que não sentiu o esforço.

Se tudo correr como previsto, Philippe Coutinho terá condições de trabalhar com bola nesta quarta-feira. Já os demais atletas que vinham de lesão - casos do meia Diego, que não jogou pelo Flamengo em Porto Alegre contra o Grêmio, e de Neymar, que não entrou em campo pelo Paris Saint-Germain para enfrentar o Angers na última rodada do Campeonato Francês, no último sábado - estão recuperados e não serão cortados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.