Médico diz que estado de Cabañas é estável, mas grave

Atacante paraguaio foi baleado e passou por cirurgia para remoção de fragmentos de ossos e de um coágulo

AE, Agencia Estado

26 de janeiro de 2010 | 15h20

O atacante paraguaio Salvador Cabañas mostrou sinais favoráveis no seu estado, de acordo com boletim médico divulgado nesta terça-feira, apesar do seu estado ainda ser grave. O jogador foi baleado na Cidade do México e operado na segunda-feira para remoção de fragmentos de ossos e de um coágulo.

"Salvador apresentou mudanças muito favoráveis, e o principal é que não piorou", afirmou o médico Ernesto Martínez, chefe da equipe de cirurgiões que operou Cabañas, ressaltando que a estrela do América do México segue sob observação.

Cabañas seguirá sedado, com o objetivo de que não gaste muita energia. Além disso, o jogador será alvo de um tratamento especial para que seus músculos não percam força. "A situação é somente esperar", ressaltou Martínez, que preferiu não confirmar a possibilidade do jogador voltar a atuar.

Enquanto o jogador tenta se recuperar, a polícia mexicana anunciou nesta terça-feira a identificação de José J. Balderas Garzam, suposto agressor de Cabañas, que, segundo testemunhas, se diz empresário e é frequentador assíduo do bar onde o jogador foi alvejado. As autoridades já ouviram 16 pessoas sobre o caso.

Reprodução

Médicos não conseguiram tirar bala alojada na cabeça do atacante paraguaio Salvador Cabañas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.